Grêmio prepara uma nova negociação salarial com os jogadores. A intenção, agora, é reduzir 25% dos salários. Os cortes já atingiram demais funcionários do clube e o time feminino. O grupo de Renato Portaluppi ainda não foi afetado.

O único acordo entre a direção gremista e os jogadores prevê que os direitos de imagem de três meses – entre abril e junho – sejam pagos em 2021. Os efeitos da parada em virtude da pandemia do coronavírus nos cofres gremistas, porém, exigem uma nova readequação.

O assunto dificilmente será admitido publicamente pela direção, já que a negociação acabou ficando justamente para o período de retomada do Gauchão, prevista para 15 de julho. A medida faz parte de uma série de ações planejadas internamente para diminuir gastos.

–  Estamos avaliando todas as alternativas e ações que podemos implementar. Tudo isso está em debate no Conselho de Administração e deve ter definição nos próximos 10 dias. A negociação dos vencimentos dos jogadores não é a única medida em debate – salientou o CEO do Grêmio, Carlos Amodeo.



Veja também