Em busca de uma vaga na fase de grupos da Libertadores, o Grêmio encara o já rebaixado Botafogo às 20h desta segunda-feira, no Nilton Santos, com obrigação de vencer para manter o G-4 ao alcance. Para isso, o time de Renato Portaluppi terá de interromper a sequência de sete jogos sem vitórias no Brasileirão e de quebra evitar um recorde negativo, de time que mais empatou na história dos pontos corridos.

O Tricolor abriu a rodada em sétimo na tabela, com 53 pontos. A distância para o São Paulo, atual quarto colocado, é de cinco pontos – o time paulista ainda tem um jogo a menos. O Fluminense é o quinto colocado, com 56 pontos, e também está na briga por uma vaga direta na próxima edição do torneio sul-americano.

Vale lembrar: o Grêmio pode chegar lá via Copa do Brasil, caso seja campeão diante do Palmeiras. Mas se tudo der errado na final contra os paulistas, o Tricolor terá de ficar pelo menos em quinto, à frente de um desses times, já que o Palmeiras é o atual campeão da Libertadores e abriria mais uma vaga direta no Brasileirão.

Nesse contexto, a confronto contra o Botafogo ganha ares de decisão para o time de Renato. Se vencer, a distância para o G-4 pode cair para dois pontos no melhor dos cenários, desde que o São Paulo perca para o Ceará e o Fluminense não vença o Atlético-MG, no Maracanã.

Renato Portaluppi em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Renato Portaluppi em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Em caso de empate, combinadas com vitórias de São Paulo e Fluminense, o Grêmio ficaria a sete pontos da equipe paulista e a cinco dos cariocas. E ainda acumularia o recorde negativo de equipe que mais empatou em uma edição do Brasileirão na era dos pontos corridos – já são 17 no total.

Uma derrota, por sua vez, pode tornar a briga por G-4 ou G-5 uma missão quase impossível para as três rodadas restantes. Na pior das hipóteses, caso São Paulo e Fluminense vençam seus jogos, o Grêmio ficaria a oito pontos dos paulistas e a seis dos cariocas. E também poderia ser ultrapassado pelo Corinthians até o final do campeonato.

A delegação tricolor viajou no sábado para o Rio de Janeiro. O time deve ter pelo menos três mudanças. Vanderlei ficou em Porto Alegre e será substituído por Paulo Victor. Diego Churín e Vanderson entram nas vagas de Diego Souza e Victor Ferraz, que cumprem suspensão.

O provável time do Grêmio tem: Paulo Victor; Vanderson, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Lucas Silva, Alisson, Jean Pyerre e Pepê; Diego Churín.

Grêmio e Botafogo se enfrentam às 20h, no Nilton Santos, pela 35ª rodada. O Tricolor enfrentará depois São Paulo (casa), Athletico-PR (casa) e Bragantino (fora) nas últimas três rodadas da competição.

BOTAFOGO X GRÊMIO – BRASILEIRÃO – 35ª RODADA

  • Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.
  • Data e hora: segunda-feira (08/02), às 20 (de Brasília).
  • Escalação provável do Botafogo: Diego Loureiro; Kevin, Kanu, David Sousa e Victor Luis; Zé Welison, Romildo e Caio Alexandre; Matheus Nascimento, Cesinha e Rafael Navarro.
  • Escalação provável do Grêmio: Paulo Victor; Vanderson, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Lucas Silva, Alisson, Jean Pyerre e Pepê; Diego Churín.
  • Quem está fora: Vanderlei, Pinares e Luiz Fernando (preservados); Diego Souza e Victor Ferraz (suspensos); Geromel e Leonardo (lesionados).
  • Pendurados: Alisson, Cortez, David Braz e Diogo Barbosa.
  • Arbitragem: Rodrigo Dalonso Ferreira apita, auxiliado por Henrique Neu Ribeiro e Johnny Barros de Oliveira (trio de SC). o responsável pelo VAR será Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE).
  • Transmissão: Sportv e Premiere transmitem ao vivo, com narração de Jader Rocha e comentários de Ledio Carmona e Paulo Nunes.
  • Tempo Real: ge acompanha a partida em tempo real, com vídeos dos lances.


Veja também