Não vai demorar muito para o Grêmio decolar no Brasileirão, de acordo com o técnico Renato Gaúcho. Pode começar neste domingo, quando terá sua quinta chance de buscar a primeira vitória no campeonato, abrir caminho e disparar, ou “ir embora”, nas palavras do treinador. O Tricolor encara o Ceará a partir das 19h, na Arena Castelão, em Fortaleza.

O início ruim no Nacional deixa o Grêmio para trás na corrida pelo título. Inclusive, ocupa a zona de rebaixamento, com apenas dois pontos somados, em 18º. Porém, mesmo em meio de tantas adversidades, Renato não se sente incomodado. Na sua visão, a qualidade do grupo o tranquiliza e garante que haja uma luz “no fim, no início e no meio do túnel”.

– Estaria preocupado se estivéssemos na situação que estamos, olhasse para o lado e visse que o grupo não teria condições. Não é o caso. A luz do Grêmio está no final do túnel, no início do túnel, no meio do túnel. Não tem problema algum. Daqui a pouco o Grêmio vai embora – avaliou Renato na última quinta-feira, em entrevista coletiva no CT Luiz Carvalho.

Após quatro jogos, o time ainda não venceu na competição. Conta com duas derrotas em casa, para Santos e Fluminense, e dois empates longe da Arena, diante do Avaí e do Corinthians.

O Grêmio no Brasileirão

  • 1ª rodada – Grêmio 1×2 Santos, na Arena
  • 2ª rodada – Avaí 1×1 Grêmio, na Ressacada
  • 3ª rodada – Grêmio 4×5 Fluminense, na Arena
  • 4ª rodada – Corinthians 0x0 Grêmio, na Arena Corinthians

Além dos recentes tropeços no campeonato, Renato Gaúcho tem oito desfalques para o confronto diante do Vozão. Portanto, a tendência de time titular tem: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Michel e Juninho Capixaba; Matheus Henrique, Rômulo, Alisson, Thaciano e Everton; André.

Mesmo com a pressão pelo resultado positivo e a lista de baixas para o jogo, o treinador protege os jogadores. Mas promete um time em busca da vitória a partir das 19h deste domingo, no Castelão, diante do Ceará.

– (A vitória) Não é imprescindível, não. Não quer dizer que tem que ser contra o Ceará. É jogo difícil. O Grêmio vai jogar como sempre jogou contra qualquer outro adversário, para ganhar. Mas não quer dizer que, se não conseguir o resultado, é porque está tudo errado – destacou.



Veja também