Grêmio tem folga prolongada antes de maratona

Clube deve buscar um ou dois reforços para a próxima fase da Libertadores

6 de maio de 2017 - Às 12:32
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

Final de semana de folga é artigo de luxo para jogador de futebol. O grupo do Grêmio que trate de aproveitar o sábado e domingo de descanso. A partir da reapresentação, segunda-feira à tarde, o trabalho promete ser intenso. Do dia 14 de maio, data da estreia no Campeonato Brasileiro, até o dia 31, serão seis partidas por três competições diferentes: Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores.

O primeiro compromisso será na Arena, diante do Botafogo. No dia 17, também em Porto Alegre, o Tricolor recebe o Fluminense na primeira partida pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Quatro dias depois, é a vez de encarar o Atlético Paranaense na Arena da Baixada, em Curitiba, pelo Brasileirão. No dia 25, o Grêmio encerra a participação na fase de grupos da Libertadores enfrentando o Zamora na Arena. No dia 28, vai até o Recife jogar contra o Sport, em outro jogo do Campeonato Brasileiro. E por fim, no dia 31, no Rio, pega o Flu no confronto de volta da Copa do Brasil.

“Eu trocaria esses dias de folga para estar na final do Campeonato Gaúcho. Mas estamos há 40 dias sem ter um descanso desses. Depois temos uma semana de treinos para encarar a sequência de jogos que vem pela frente”, disse o lateral Léo Moura. Com o possível retorno de Edílson no jogo de estreia do Brasileirão, ele deve voltar ao meio-campo. “A gente espera que nesse período os jogadores que estão lesionados consigam se recuperar e o Renato tenha todo o grupo na mão”, completa.

Um dos atletas mais experientes do grupo, Léo Moura acredita que as cobranças devem ser administradas com tranquilidade. “Lógico que ninguém queria ficar fora da final do Gauchão. O nosso objetivo era conquistar o título. Porém, nós estamos em primeiro do grupo na Libertadores. Na minha concepção, já estamos até classificados. Mas queremos o primeiro lugar, temos isso em mente”, acrescenta o jogador.

Em paralelo ao início do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e a rodada final da fase de grupos da Libertadores da América, a direção deve reavaliar o grupo de jogadores, como já havia adiantado o presidente Romildo Bolzan Jr. O clube deve buscar um ou dois reforços para a próxima fase da competição sul-americana, aproveitando que é possível fazer mudanças na lista de inscritos e emprestar jogadores para clubes das Séries A e B.



Veja também