Grêmio suspende Churín por 15 dias após ato de indisciplina em hotel

Incidente ocorreu na concentração em São José do Rio Preto, após a eliminação na Copa do Brasil

3 de março de 2022 - Às 17:10
Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação

Por meio de nota divulgada na tarde desta quinta-feira (3), o Grêmio anunciou que Diego Churín foi suspenso por 15 dias das atividades do elenco profissional. O atleta foi comunicado da decisão e sequer participou da atividade realizada no CT Luiz Carvalho, que marcou a reapresentação da equipe.

O argentino foi identificado pela direção, por meio de imagens das câmeras de vigilância do hotel onde a delegação esteve hospedada em São José do Rio Preto, como o jogador exposto nas redes sociais por uma mulher, após a derrota para o Mirassol, pela Copa do Brasil.

Contratado em outubro de 2020, por US$ 1,5 milhão, junto ao Cerro Porteño, o atleta de 32 anos está vinculado ao Tricolor até dezembro de 2022, podendo renovar por mais um ano caso sejam atingidas metas pré-estabelecidas. Em 43 jogos com a camisa gremista, ele marcou apenas quatro gols.

A nota divulgada pelo Grêmio:

” O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense informa que tomou conhecimento dos fatos ocorridos na madrugada da última quarta-feira, após o jogo contra o Mirassol, envolvendo o atleta Diego Churín. 
Ademais, o Clube informa que, após deliberação entre a direção e o jogador, o atleta foi punido com 15 dias de suspensão das atividades. “



Veja também