O Grêmio recebeu na Arena nesta quarta-feira a presença do secretário de Esportes e Lazer do Rio Grande do Sul, Francisco Vargas. O encontro serviu para debater uma possibilidade de liberação dos treinamentos com contato físico, apesar da bandeira laranja no distanciamento controlado não permitir.

Porto Alegre está em uma área onde os trabalhos são exclusivamente individualizados e físicos. Na semana passada, havia a expectativa de mais liberações por parte do prefeito Nelson Marchezan, mas isso foi adiado. O médico Márcio Dornelles inclusive disse que os jogadores têm risco de se lesionar se não evoluírem.

— Os treinos foram divididos em três fases: adaptativo, físico e atividade com bola. Estamos prontos para passar para uma próxima fase. Precisamos dar um passo à frente na questão da treinabilidade. Evoluir no trabalho para que não tenhamos processos de lesões por sobrecarga de treinos físicos — destacou o médico Márcio Dornelles.

Presidente Romildo Bolzan com secretário Francisco Vargas — Foto: Jessica Maldonado/Grêmio

Presidente Romildo Bolzan com secretário Francisco Vargas — Foto: Jessica Maldonado/Grêmio

O presidente Romildo Bolzan Júnior recebeu Vargas na Arena e tratou dos protocolos no CT Luiz Carvalho. Detalhou todos os atos necessários para que os jogadores trabalhem no dia a dia, o que ocorre há sete semanas.

— Estão sendo seguidos rigorosamente todos os protocolos e controles sanitários. Aos profissionais do CT estão sendo disponibilizados o máximo de recursos para que o ambiente seja extremante seguro. O Centro de Treinamento mantém a excelência em todos os serviços e cuidados necessários para afastar qualquer possibilidade de contaminação — comenntou o presidente gremista.

O clube também presenteou Vargas com uma camisa do Grêmio ao final do encontro. O secretário irá se reunir com o Inter nesta quinta-feira, antes do encontro do presidente da Federação Gaúcha de Futebol com o governo estadual.



Veja também