Grêmio se prepara para enfrentar altitude na Libertadores

Estreia será na altitude de Toluca em menos de um mês

21 de janeiro de 2016 - Às 12:16
thumb
Foto: Lucas Uebel / Flickr Grêmio

A altitude é um dos adversários mais fortes e temidos dos times brasileiros na Libertadores. Na fase de grupos deste ano, o Tricolor terá dois confrontos na altitude entre 2.500 e 3000 metros acima do nível do mar. A estreia acontece em menos de um mês.

O primeiro duelo será no dia 17 de Fevereiro diante do Toluca, do México, que fica a 2.660 metros, além da longa viagem que o Tricolor terá que enfrentar. Planejando o confronto, o Grêmio conseguiu antecipar uma rodada do Gauchão e poderá embarcar para o México no sábado, três dias antes do confronto.

Desta forma, o Tricolor fará três treinamentos no local, para começar a se acostumar: Já fui no dia, três dias antes, cinco dias antes, dez dias antes. O melhor sempre é ir o quanto antes possível”, disse Roger.

O preparador físico Gremista diz que para se acostumar seriam necessárias três semanas, e não há tempo hábil para isso. Será necessário tentar aclimatação. Mas nada garante resultado, pois pode-se chegar no mesmo dia e vencer como pode-se chegar cinco dias antes e perder.

Dos 32 jogadores do elenco, apenas onze jogaram ao menos uma vez em altitude superior a 2 mil metros, sendo cinco do provável time titular. Os onze que já jogaram na altitude são: Marcelo Grohe, Wallace Oliveira, Maicon, Giuliano, Douglas, Bressan, Werley, Edinho, Fernandinho, Bobô e Braian Rodríguez.

Após Toluca, o Grêmio ainda jogará contra a LDU em Quito, onde a altitude é de 2850m. A diferença é de 200m para a cidade do México.

“Ainda que pareça pouco, os efeitos são mais severos. É uma diferença considerável. Estudos dizem que a grande maioria sente a partir dos 3 mil metros”, salienta Rogério Dias, preparador físico do Grêmio.



Veja também