Foto: Marcos Ribolli

São dois gostos distintos. Empatar com o São Paulo fora de casa não é considerado ruim – ainda mais se somado aos três pontos conquistados sobre o Vitória, na Bahia. Por outro lado, o Grêmio pisou mais na área dos paulistas do que o contrário. Obrigou Renan Ribeiro a trabalhar e aparecer como um dos nomes do jogo. Por isso, os sentimentos divididos ao final do jogo: um discurso que admitia certa frustração, caso do autor do gol, Pedro Rocha, enquanto outros consideraram um bom resultado no Morumbi.

Nas últimas rodadas, com os empates do Timão, o Grêmio chegou a ficar seis pontos atrás, mas agora está a oito da equipe de Fábio Carille. Por ter atuado duas vezes fora de casa, contra Vitória e São Paulo, os quatro pontos conquistados são vistos como “dever cumprido” pelos tricolores. Na zona mista, porém, os discursos sempre citavam que o time merecia vencer pelo desempenho, mas que o resultado não era ruim.

– Pelas circunstâncias do jogo, fica um sentimento de frustração. Mas futebol é assim, muito difícil jogar aqui. Tomamos o gol, mas somamos um pontinho importante – disse Pedro Rocha.

– A equipe se portou bem. Deveríamos sair com a vitória, mas enfrentamos uma grande equipe. Há jogadores de qualidade. O empate está de bom tamanho. Conquistamos quatro pontos fora de casa -–ponderou Michel.

O certo é que a caça ao líder Corinthians prosegue. Mesmo apesar dos oito pontos entre o Timão e o Grêmio, segundo colocado, Renato e os demais citam todo o segundo turno pela frente para argumentar a briga pelo título brasileiro. O treinador, porém, voltou a dizer que os alvinegros carregam uma vantagem importante. Não só de pontos, mas a de não ter Copa do Brasil e Libertadores paralelamente ao Brasileirão.

– Vou falar que é boa (vantagem), porque além dos oito pontos, tem uma grande vantagem das equipes que estão chegando, Grêmio, Santos, Flamengo, Palmeiras, que estão em três grandes competições, tirando Flamengo que está só na Copa do Brasil. Essa semanas as grandes equipes têm outro torneio. Tem a Sul-Americana, mas teve um excelente resultado. O desgaste é muito maior. O Corinthians tem o tempo para recuperar os jogadores. Seria vantagem regular se todos estivessem só no Brasileiro. Mas passa a ser boa porque os outros tem esse desgaste muito grande – disse Renato.

O próximo compromisso do Grêmio agora é pela Copa do Brasil, na quinta-feira, contra o Atlético-PR. O clube gaúcho venceu por 4 a 0 na partida de ida e decide a vaga para a semifinal na Arena da Baixada. Pelo Brasileirão, joga no domingo, às 19h, contra o Santos, na Arena, em duelo direto pela vice-liderança.



Veja também