O momento pede todo o cuidado. Por isso, os jogadores experientes do Grêmio reforçam seu papel com o técnico Vagner Mancini. A tendência é que os “cascudos” deem sustentação para as ideias do comandante contra o Atlético-GO, na próxima segunda-feira, no estádio Antônio Acciolly, pela 28ª rodada do Brasileirão.

Na vitória sobre o Juventude, Mancini manteve Rafinha na lateral esquerda após cumprir suspensão, colocou Paulo Miranda na zaga e mandou Ferreira ao banco de reservas para a entrada de Douglas Costa.

Dos formados em casa, permaneceram no time Brenno, Vanderson e Jean Pyerre. O número de jogadores jovens entre os titulares chegou a oito na partida anterior, a derrota para o Fortaleza, quando o auxiliar Thiago Gomes foi o comandante.

– Eu sou sempre a favor dessa mescla. Mas temos que saber que estamos em um momento delicado, muito tempo na parte de baixo da tabela. Às vezes o torcedor tem uma queda por jogador mais jovem, que tem mais dinâmica, mas ficamos mais tranquilos em campo com os mais experientes – defendeu Rafinha, 36 anos.

Vagner Mancini comanda treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Vagner Mancini comanda treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Média de idade sobe

As mudanças de Mancini elevaram a média de idade da equipe titular. De 24 anos no duelo com o Leão para 28,6 na vitória sobre o Juventude. Se Borja começar contra o Atlético-GO, o número cai para 27,9. No domingo passado, Douglas Costa, 31, e Diego Souza, 36, fizeram gols, e Rafinha, 36, deu assistência para Villasanti.

O lateral-esquerdo adaptado deixou claro que o momento, ao menos em sua análise, é de colocar o peso da responsabilidade nas costas dos jogadores mais experientes.

– Os jovens têm a carreira toda pela frente, não podemos achar que por fazer cinco jogos bem é solução, é craque. Ir com pés no chão. Os meninos têm futuro brilhante, mas para não se expor demais. O momento não é bom, o menino que tem qualidade não rende e acaba crucificado – destacou Rafinha.

Para segunda, o jovem Ruan, titular até o momento no ano, volta de suspensão e pode retomar o lugar na defesa. Ainda assim, Paulo Miranda tem boas possibilidades de ficar no time.

Douglas Costa é um dos mais experientes do grupo — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Douglas Costa é um dos mais experientes do grupo — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

A escalação possível do Grêmio tem: Brenno; Vanderson; Paulo Miranda (Ruan), Kannemann e Rafinha; Thiago Santos e Villasanti; Alisson, Jean Pyerre e Douglas Costa; Borja (Diego Souza).

A equipe de Vagner Mancini volta a campo na segunda-feira, às 20h, para enfrentar o Atlético-GO no Antônio Accioly. O Tricolor é o penúltimo colocado na tabela do Campeonato Brasileiro com 26 pontos.



Veja também