O Grêmio enfim oficializou a contraproposta ao Alavés, da Espanha, na negociação que envolve o meia Jean Pyerre. O Tricolor enviou as condições para a transferência na tarde desta terça-feira. Assim, as conversas estão restabelecidas, mas dependem ainda do posicionamento do clube espanhol.

As diferenças propostas pelo Grêmio são pequenas. O Tricolor quer um período de empréstimo até o fim de 2022, e não até o meio de 2023. O vice de futebol Denis Abrahão havia falado sobre a questão do prazo do contrato em entrevista coletiva na segunda-feira.

O valor a ser pago pelo empréstimo, caso Jean atinja metas estabelecidas, é de 450 mil euros (R$ 2,8 milhões).

Jean Pyerre em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Jean Pyerre em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O ge antecipou que o Grêmio não havia oficializado uma contraoferta ao Alavés, o que geraria um problema para o negócio por conta desta demora. A situação ainda pode fazer o acordo retroceder, mesmo após a resposta dada pelos gaúchos.

Em contato com o ge, o diretor esportivo Sergio Fernández afirmou que Jean Pyerre não “é objetivo do Alavés”. Mas também já havia tido postura semelhante em outros momentos, enquanto as conversas pelo jogador aconteciam em Porto Alegre.

O modelo inicial seria um empréstimo sem custos, com eventual pagamento condicionado a metas atingidas, e opção de compra de 50% dos direitos. O Alavés arcaria com os salários do jogador e teria de pagar cerca de 3 milhões de euros (R$ 19 milhões na cotação atual) pela esta porção.

O negócio estava encaminhado pela parte do jogador e do Alavés. O Grêmio receberia um valor significativo caso Jean fizesse no mínimo 60% dos jogos possíveis. As cifras ainda ficariam condicionadas à colocação final do time na tabela do Campeonato Espanhol.

O Alavés havia tentado a contratação de Jean Pyerre em julho, mas o negócio também não andou por outro motivo, já que o Grêmio contava com o jogador para a atual temporada. Antes do fim do Brasileirão, porém, o vice de futebol Denis Abrahão confirmou que ele não faz mais parte dos planos do Grêmio.



Veja também