Grêmio requer arbitragem mais rígida e estuda deixar a disputa do Gauchão em 2013

27 de março de 2012 - Às 14:15
O lance deste último fim de semana que fraturou o tornozelo, foi a gota D’água para a diretoria do Grêmio, e também do Inter, solicitando mais rigidez no apito. Paulo Odone já pediu uma reformulação drástica na arbitragem, e até cogitou de tirar o Grêmio da disputa do Gauchão a partir de 2013.

Odone falou sobre a possível retirada do Grêmio no Gauchão:

– O maior castigo na vida de um jogador é ficar de fora. O Kleber vai precisar de muita força agora. Nós vamos ganhar este Gauchão como resposta a tudo isso. Queremos mostrar que a violência não tem espaço no futebol moderno. Os atletas passam a confundir a pegada forte com violência. Se não houver nenhuma ação enérgica da Federação, o Grêmio vai repensar sua participação no campeonato daqui para frente. Não é justo com quem investe, não é justo com os atletas. O Novelletto precisa fazer uma alteração drástica na fórmula da arbitragem, nas escalas, se não ele não terá mais o Grêmio na competição.
Victor comentou sobre o assunto:
– Ele (Kleber) já havia recebido até entradas mais fortes – lembra. – O que precisa ser melhor analisado e estudado é o rodízio de faltas. Há muitas jogadas fortes, mas que são feitas por marcadores diferentes para se evitar a expulsão.
O presidente da FGF comentou sobre o acontecimento:
– Isso que aconteceu com o Kleber é normal, é coisa de jogo. Mas, como foi o Kleber, um jogador famoso, ganhou uma proporção muito maior. Mas todos os times têm jogadores lesionados – disse.


Veja também