Foto: Lucas Uebel

O Grêmio encerrou o terceiro trimestre de 2020 com um superávit de R$ 25,6 milhões e EBITDA (Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização,) de R$ 65,86 milhões. Os dados foram disponibilizados pelo clube no Balanço Patrimonial divulgado nesta terça-feira. 

O Tricolor destacou como contribuições para estes resultados a venda de Everton Cebolinha para o Benfica, de Portugal, e uma alteração nos contratos de direitos de transmissão do Brasileirão. 

O comunicado também explica que, ainda que com queda das receitas operacionais ao longo do ano em função da pandemia, a direção conseguiu reduzir o endividamento bancário do clube. Atualmente, a dívida totaliza aproximadamente R$ 8,6 milhões, sendo, R$ 3,98 milhões, a curto prazo e R$ 4,68 milhões, a longo prazo.

O Grêmio acredita que os resultados comprovavam que todas as medidas adotadas no âmbito do Plano de Contingência se mostraram eficazes e foram vitais para que o Clube se mantivesse estável, econômica e financeiramente.



Veja também