A expectativa era pela chegada de reforços, mas o Grêmio protagonizou nos últimos dias uma série de saídas. Uma reformulação em ação no elenco diante da briga contra o rebaixamento, com a possibilidade de ampliar ainda mais as cinco mudanças na fotografia. No sentido contrário, apenas o centroavante Borja chegou e já deve estrear contra a Chapecoense, na segunda-feira, pelo Brasileirão.

Na sexta-feira, o meia Pinares acertou-se com o Altay, da Turquia. O goleiro Paulo Victor, que havia rescindido contrato durante a semana, assinou com o Marítimo, de Portugal.

Na quinta, o Grêmio confirmou a negociação do atacante Léo Chú para o Seattle Sunders, da MLS. Há 10 dias, o clube também emprestou Guilherme Azevedo ao Coritiba.

Outros dois negócios foram concretizados recentemente: as vendas de Matheus Henrique e Ruan para o Sassuolo, da Itália, embora o zagueiro permaneça até dezembro em Porto Alegre.

Léo Chú deixou o Grêmio e Rodrigues ainda pode aumentar a lista — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Léo Chú deixou o Grêmio e Rodrigues ainda pode aumentar a lista — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Ainda, estava alinhavada a venda de Ferreira ao Atlanta United. Mas o clube norte-americano recuou, o atacante negociou com o Grêmio e permaneceu em Porto Alegre, inclusive perto de renovar contrato.

— Como em qualquer grupo, existem interesses. E nós estamos trabalhando para que alguns interesses sejam canalizadas para o nosso Grêmio. Se não for assim, não vamos aceitar. Vamos deixando de lado e focalizar no que queremos, com todos os jogadores que quiserem permanecer nesse ambiente maravilhoso. Mas que estamos em dificuldade neste momento — destacou Felipão na última terça.Trabalhar entre todos para canalizar os esforços para sair dessa situação. Quando chegar na minha mão, vou decidir pelo Grêmio. Gosto do Grêmio, sou treinador e tenho o clube no coração.— Felipão

São, portanto, pelo menos cinco saídas imediatas do grupo para o restante da temporada — Ruan só deixará o clube no fim do ano. A medida, ainda que chame atenção pela falta de reforços, é um pedido expresso do treinador ao começar o trabalho no Grêmio.

O objetivo é diminuir os jogadores do elenco e dar mais atenção ao time e à fuga do rebaixamento no Brasileirão.

Vem mais por aí?

Nos próximos dias, o Tricolor irá definir a saída ou a sequência de Rodrigues a partir da proposta do Midtjylland, da Dinamarca. Depois de tentar o empréstimo, o clube europeu ofereceu US$ 1 milhão pela compra, algo que contempla mais as intenções do clube gaúcho.

Sem espaço, Victor Ferraz procura um novo clube — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Sem espaço, Victor Ferraz procura um novo clube — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Outros dois nomes ainda precisam acertar os novos passos, mas também já não estão integrados ao elenco. O lateral-direito Victor Ferraz e o atacante Everton treinam em turno diferente do restante dos jogadores e esperam ofertas para deixar o Grêmio.

Felipão também devolveu alguns jovens para o time de transição, já que pretende estancar o momento ruim com os jogadores mais experientes. O atacante Elias, por exemplo, está em ação pelo time sub-21, assim como o meia Pedro Lucas e o zagueiro Emanuel, que figuraram no elenco profissional.

Ao mesmo tempo, o Grêmio procura jogadores no mercado e diz que irá contratar pelo menos um meio-campista como reposição à saída de Matheus Henrique. Se Ferreira for negociado com outra equipe, a direção também irá atrás de um atacante.



Veja também