Depois de finalizar a contratação de Tiago Nunes, o Grêmio vasculha o mercado para encontrar peças para preencher as carências no grupo. A situação financeira do clube permite investimentos, mas a direção pisou no freio em termos de jogadores de peso. Até porque o novo treinador ainda quer realizar uma avaliação interna para identificar as carências no grupo.

Apresentado há uma semana como vice de futebol do clube, Marcos Herrmann deixou claro em sua entrevista coletiva que o Grêmio não fechou os olhos para contratações. Rafinha e Thiago Santos, até o momento, foram os únicos nomes anunciados para 2021.Temos alguma capacidade de investimento e algo faremos. Não me preocupo de encher o aeroporto de torcedores, mas em dois ou três meses depois (o jogador) ser aplaudido. Faremos uma análise muito criteriosa nas contratações.— Marcos Herrmann, vice de futebol em sua apresentação

O cenário econômico surge como trunfo para prospectar alternativas que encorpem o plantel. Só que a torcida precisa estar ciente sobre os futuros movimentos gremistas. Nomes do calibre de Rafael Carioca, Douglas Costa e Rafael Borré, tentados recentemente, não são mais os alvos prioritários.

Marcos Herrmann cumprimenta Tiago Nunes durante apresentação do novo treinador — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Marcos Herrmann cumprimenta Tiago Nunes durante apresentação do novo treinador — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Herrmann promete um trabalho com respaldo do Centro Digital de Dados (CDD), célula de inteligência de mercado no Tricolor. A ideia é atacar as posições onde há fragilidade com uma análise minuciosa de nomes sem tanta badalação.

– As carências no elenco existem. Mas é para ter competitividade no Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americana. Não é simples, não é milagre, mas trabalho e inteligência de análise. Acho que é possível fazer. Quero crer que tenhamos condições – acrescentou o vice de futebol.

Apresentado na última sexta-feira para substituir o técnico Renato Portaluppi, Tiago Nunes não entrou em detalhes sobre a busca por reforços. Porém, pelo histórico de trabalhos em categorias de base, o novo treinador faz valer o conhecimento de jovens. Ou seja, terá um primeiro momento de avaliação potencial interna.

– Existe uma avaliação prévia por parte da direção, feita diariamente, do trabalho desenvolvido. Estou chegando, estamos fazendo um diagnóstico cuidadosamente desse processo de contratação, até porque penso que o primeiro mercado tem que ser o próprio clube. Avaliar com calma os potenciais que temos – destacou Tiago em sua apresentação.

A realidade tricolor mostra apenas o confronto com o Lanús, na próxima quinta-feira, pela segunda rodada do Grupo H da Sul-Americana. As duas equipes venceram em suas estreias e dividem a liderança da chave. A partida será disputada na Argentina.



Veja também