Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

A parada do Campeonato Brasileiro por conta das rodadas finais das Eliminatórias Sul-Americanas chegou em bom momento para o Grêmio. O Tricolor quer aproveitar o período de 10 dias sem nenhuma partida oficial para recuperar a maior parte dos jogadores que estão no departamento médico.

Nesse domingo, o técnico Renato Portaluppi conseguiu escalar apenas cinco titulares na vitória de 1 a 0 sobre o Fluminense pelo Brasileirão. Contando as suspensões, o treinador não pôde contar com oito jogadores. As mais novas baixas foram Michel, que foi submetido a uma artroscopia no sábado, e Arroyo, que sentiu um problema muscular. Barrios, também com lesão muscular, foi cortado da seleção paraguaia.

Michel é quem certamente não estará à disposição de Renato na volta da parada, quando o Grêmio enfrentará o Cruzeiro, no dia 11, na Arena, pelo Brasileirão. A previsão de parada do volante é de 20 a 30 dias. Assim, ele poderá ser desfalque na semifinal da Libertadores diante do Barcelona de Guayaquil.

Já Arroyo viajou a Quito para se apresentar à seleção do Equador mesmo com o problema muscular. Ele será avaliado pelos médicos equatorianos, que decidirão se ele será ou não cortado. “O pior já passou. Agora é recuperar jogadores. O que tinha que acontecer, aconteceu. Esperamos tirar o pessoal que estava no departamento médico, à exceção do Arroyo e do Michel. Agora, daqui para frente, esperamos que boas notícias aconteçam”, disse Renato após o jogo com o Fluminense.

Os jogadores do Grêmio ganharam folga de dois dias após a partida contra o Fluminense. A reapresentação do elenco está marcada para a tarde desta quarta-feira, às 15h30min, no CT Luiz Carvalho.

Situação dos lesionados no Grêmio:

Edílson: Contusão nas costas no primeiro jogo com o Botafogo pela Libertadores. Teve aumento da dor e foi preservado no Brasileirão. Previsão de parada de 10 dias.

Fernandinho: muscular na coxa. Retorno em uma semana

Luan: Fase final de recuperação

Michel: artroscopia no joelho. De 20 a 30 dias fora.

Arroyo: desconforto muscular. Será reavaliado pelos médicos da seleção equatoriana

Barrios: dores na coxa. De 10 a 15 dias fora



Veja também