Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

Tudo bem que o Grêmio conseguiu manter e ampliar para 11 a série de jogos sem perder para o seu arquirrival. Mas o empate em 1 a 1 com o Inter no último sábado, na Arena, foi o oitavo do time no Campeonato Brasileiro. Em seis jogos em casa na competição, a equipe de Renato Portaluppi venceu apenas um. A campanha ruim deixa o clube a apenas dois pontos da zona de rebaixamento. Desta forma, o jogo contra o Coritiba, quarta-feira, na Arena, se tornou um duelo direto para escapar das últimas posições. 

A expectativa no vestiário tricolor é com uma evolução nestas semanas de dedicação exclusiva ao Campeonato Brasileiro, já que a Libertadores vai dar um tempo, e a Copa do Brasil ainda não começou para os times que disputam a competição continental. “O Grêmio precisa evoluir, o torcedor anseia por isso e nós vamos trabalhar. Com o espaço de jogos na Libertadores, poderemos focar em três ou quatro jogos exclusivamente no Brasileiro”, projetou o vice de futebol Paulo Luz. 

Na coletiva após o clássico, Renato garantiu que o Grêmio vai melhorar no campeonato, voltando até a usar o termo “decolar” para definir a arrancada que espera do time. “No final do primeiro turno, vamos conversar e vamos ver onde estará o Grêmio. Não esqueçam que o Grêmio tem um jogo a menos, os primeiros colocados não estão nessa distância toda não. Aí vocês vão ver o aviãozinho do Grêmio decolando. Sabemos que temos que melhorar. A essas críticas eu respondo com a confiança que eu tenho no meu grupo”, afirmou o treinador.

Para conquistar os pontos necessários, uma arma importante é Pepê, que voltou a marcar no Gre-Nal. Paulo Luz reforçou o que o presidente Romildo Bolzan Júnior disse recentemente, que o atacante Pepê é considerado inegociável no clube. “É um jogador fundamental para o que pretendemos na temporada. Qualquer interesse que houver, só vamos analisar em 2021”, afirmou o vice de futebol. O Porto é o principal interessado.



Veja também