Grêmio pressiona mas não sai do empate diante do Brasil de Pelotas

Com o resultado, Tricolor fica na vice-liderança, seis pontos atrás do líder

15 de março de 2017 - Às 21:27

O Grêmio visitou o Brasil de Pelotas nesta quarta-feira e não conseguiu sair de um empate de 1 a 1. O Tricolor saiu na frente com Ramiro, mas sofreu empate ainda na etapa inicial. O Tricolor teve mais chances, pressionou, acertou a trave, mas não conseguiu fazer o gol da vitória.

O resultado deixa o Tricolor seis pontos atrás do líder Novo Hamburgo.

Escalação inicial: Leo; Léo Moura, Thyere, Kannemann e Marcelo Oliveira; Michel, Jailson, Ramiro, Bolaños e Pedro Rocha; Luan.

PRIMEIRO TEMPO
O goleiro Marcelo Grohe sentiu desconforto durante o aquecimento e então Léo foi o goleiro titular. A partida iniciou bastante disputada com as duas equipes priorizando muito a marcação, mas o Grêmio estava mais ofensivo.

A segunda finalização gremista na partida foi o gol marcado. Aos 22, após jogada confusa, Ramiro bateu da entrada da área, a bola desviou e enganou Eduardo Martini. Aos 29, o Tricolor fez boa jogada e Bolaños apareceu livre na área e bateu, mas o goleiro fez grande defesa.

O castigo veio aos 32. Após cobrança de escanteio, Gustavo Papa se livrou da marcação e cabeceou no canto, empatando o jogo. Aos 37, Jaílson arriscou de fora da área e o goleiro Eduardo Martini espalmou. O Grêmio arriscou mais alguns chutes de fora da área, mas o goleiro do Brasil de Pelotas levou a melhor.

SEGUNDO TEMPO
O Tricolor voltou sem alterações para a etapa complementar e tomou a iniciativa, buscando mais o ataque. No entanto, o time da casa estava bem fechado e conseguia se defender bem.

A partida começou a ficar mais complicada devido a algumas confusões e faltas mais duras entre os jogadores. O técnico Renato colocou Lucas Barrios no lugar de Pedro Rocha aos 20 minutos, mas o jogo estava amarrado, com pouquíssimas chances.

A melhor chance veio aos 32, após cruzamento, Barrios ajeitou com o braço – o árbitro nada marcou – e Pedro Rocha bateu para defesa do goleiro. Dois minutos depois, Léo Moura fez grande jogada e cruzou para Luan que teve dificuldades para dominar, mas livre perdeu grande chance.

Aos 38, Everton que havia acabado de entrar recebeu na área e bateu na trave. O Tricolor pressionou, mas o Brasil de Pelotas se segurou na defesa.



Veja também