Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Anunciado e apresentado no início da semana, Lucas Leiva já trabalha no CT Luiz Carvalho, ainda separado dos demais jogadores, em preparação especial. O jogador é acompanhado pelos profissionais do departamento físico do clube e, a partir da próxima semana, pode ser integrado ao grupo. Existe a possibilidade da estreia ocorrer contra a Ponte Preta, dia 23 de julho.

Ainda sem poder jogar, a principal contratação do Grêmio nesta temporada realiza uma intertemporada. Nesta quinta-feira, Lucas vive oficialmente o último dia de contrato com a Lazio. Seu contrato só poderá ser gerado pelo Tricolor a partir da abertura da janela de transferências, dia 18 de julho.

Nesta primeira semana, o volante trabalha ainda separado dos companheiros e vem sendo observado de perto pela preparação física. No entanto, a partir da próxima semana, será possível ver Lucas Leiva em atividades com bola com os outros jogadores.

A última vez que entrou em campo por um jogo oficial foi no dia 21 de maio, na última rodada do campeonato Italiano, no empate da Lazio em 3 a 3 com Hellas Verona. Leiva entrou aos 27 minutos do segundo tempo. Na coletiva de apresentação, o camisa 15 expressou a vontade de ficar à disposição de Roger o quanto antes.

– Meu último jogo foi em 21 de maio, quando acabou a temporada na Europa. Tenho feito treinos sozinho de manutenção, mas com o time é diferente. Saberemos melhor nas próximas semanas, mas acredito que possa ter condições no primeiro jogo após a janela abrir – confirmou.

Lucas atua nas duas funções mais defensivas do meio-campo, vagas ocupadas por Villasanti e Bitello. Porém, a qualidade de Leiva e os benefícios também fora do campo, como sua liderança, o qualificam para entrar na equipe titular. O técnico Roger Machado inclusive citou que, apesar dos 25 anos, o volante viveu muito tempo a realidade europeia, com menos jogos por temporada.

– Lucas é um pacote dentro e fora do campo. Experiência absurda de Europa, com o grupo de jovens vai ser importante para todos, além de qualidade dentro de campo. Jogador com 15 anos de Europa com profissionalismo que tem, deve estar no máximo com 30 anos fisiologicamente. Lá se joga menos e isso impacta na vida útil do atleta – apontou Roger.

Estreia deve ocorrer contra a Ponte Preta

No dia 19, o Grêmio visita o Brusque, pela 19ª rodada da Série B, o último jogo do primeiro turno. Porém, Lucas Leiva precisa ter o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) até o dia anterior a partida.

A tendência é que, por conta dos trâmites legais, a reestreia fique para o início do segundo turno. Neste caso, Lucas Leiva voltaria a vestir a camisa do Tricolor diante da torcida, no dia 23 de julho, um sábado, contra a Ponte Preta, na Arena.

Como o contrato de Lucas só pode ser gerado a partir do dia 18, o Grêmio precisaria fazer todo o processo que envolve colher assinaturas, enviar para a Fifa via TMS, o sistema de transferências internacional, ter aprovação da CBF, pedir o certificado internacional de transferência (ITC, na sigla em inglês), receber o documento da federação italiana e enfim ter o registro no Boletim Informativo Diário da CBF no primeiro dia de abertura da janela.



Veja também