Grêmio prega foco total na Copa do Brasil

Tricolor blinda grupo de jogadores e aposta na concentração para chegar à decisão da competição

1 de novembro de 2016 - Às 12:05
Foto: Lucas Uebel
Foto: Lucas Uebel

O Grêmio se cerca de todos os cuidados para não perder a chance de chegar a uma decisão de Copa do Brasil, 15 anos após a conquista do último título na competição, em 2001. A empolgação da torcida com os 2 a 0 sobre o Cruzeiro, em Belo Horizonte, na primeira partida da semifinal, não entra no vestiário. É o que garante o técnico Renato Portaluppi. O treinador não quer ver o time jogando pelo regulamento, nesta quarta-feira, na Arena, e exige concentração máxima.

“Eu não canso de falar, e esse vai ser o meu tema nesses dias que antecedem o jogo. Aqui dentro (do vestiário) não vai ter ‘oba-oba’. O Grêmio não está classificado e vai ser um jogo muito duro”, afirma Renato.

Esse tem sido o tom das declarações do técnico às vésperas do segundo confronto diante do Cruzeiro. A concentração dos atletas foi antecipada para essa segunda-feira. Trata-se de mais uma medida para garantir que o foco não seja alterado.

“O grupo está blindado, e a comissão técnica, também. É para não deixar esse clima de achar que já está classificado influenciar os jogadores que estou antecipando a concentração. Eu sinto que o grupo está muito concentrado no objetivo de conquistar a vaga”, justificou Renato.

Ontem, os titulares se reapresentaram, e a boa notícia foi a presença do capitão Maicon. Substituído em Belo Horizonte com dores no pé esquerdo, ele trabalhou normalmente. “O Maicon está 100% e vai para o jogo”, confirmou Renato.

O treino desta terça-feira, o último antes da partida, terá portões fechados. Mas a equipe não deverá ter novidades. O Grêmio poderá escalar os mesmos 11 titulares que venceram no Mineirão. “Em 95, eu jogava pelo Fluminense e ganhamos o primeiro jogo no Rio por 4 a 1. Fomos para São Paulo, levamos 5 a 2 e ficamos fora”, lembrou Renato, referindo-se ao duelo pela semifinal do Brasileirão daquele ano. Ele disse que vai usar exemplos como esse para alertar os atletas.

Fonte: Correio do Povo



Veja também