Grêmio pode ter força máxima no Morumbi

Chance de encostar no Corinthians deve fazer com que titulares não sejam preservados diante do São Paulo

21 de julho de 2017 - Às 12:05
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

As últimas três rodadas criaram um cenário diferente no Campeonato Brasileiro. Com três vitórias consecutivas, o Grêmio conseguiu somar quatro pontos a mais que o Corinthians (9 contra 5) e encurtou para seis pontos a vantagem do clube paulista, que antes era de dez. E essa nova perspectiva para o Tricolor no Brasileirão pode fazer com que a comissão técnica repense o planejamento para os próximos jogos.

Na segunda-feira, o Grêmio enfrenta o São Paulo no Morumbi pela 16ª rodada do Brasileiro. E na quinta, em Curitiba, pega o Atlético Paranaense no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Renato Portaluppi sempre deixou claro que, se necessário, pouparia titulares no Brasileirão, priorizando as Copas. Porém, com uma condição amplamente favorável na Copa do Brasil (4 a 0 no primeiro jogo), a tendência é que ele inverta essa lógica. Ou pelo menos preserve alguns titulares na quinta-feira, em Curitiba.

“Vamos ver o que é mais decisivo. Na hora certa, comissão técnica, dirigentes, jogadores e torcedores irão perceber o que é melhor para o clube”, disse o presidente Romildo Bolzan Jr, após os 3 a 1 aplicados no Vitória, quarta-feira, em Salvador.

Para encarar o São Paulo, Renato terá um reforço de peso. Luan, que sentiu um desgaste muscular e foi poupado na Bahia, retorna ao time. O volante Michel, com uma virose, ainda será reavaliado. Outro jogador que depende de liberação do departamento médico é Pedro Geromel. O zagueiro sentiu um desconforto muscular durante o aquecimento no Barradão e nem entrou em campo.

O desfalque certo é o centroavante Lucas Barrios, que levou o terceiro cartão amarelo e terá de cumprir suspensão. Os jogadores ganharam uma folga ontem e hoje se reapresentam no CT Luiz Carvalho.



Veja também