Grêmio pode ser punido pela Conmebol pelo incidente na Arena e Avalanche corre riscos

5 de fevereiro de 2013 - Às 10:31

Na partida diante da LDU, mais especificamente no momento do gol do Elano, boa parte do alambrado veio abaixo na comemoração da torcida, a Avalanche. Oito torcedores que caíram no fosso precisaram de atendimento médico, seis deles nos hospitais.
A área foi interditada pelo Grêmio, mas a Conmebol levou o caso adiante e irá investigar se faltou segurança, ou seja: se foram desobedecidas regras de segurança. Se confirmado, o Grêmio poderá pagar multa e também perder mandos de campo.
— O Ministério Público e o STJD também já nos haviam notificado. Já enviamos a resposta e aguardamos uma posição. É o que faremos agora em relação a Conmebol — afirma o diretor-executivo Celso Rodriguez.
O advogado confirmou que há risco de punição:

– Claro que existe o risco. Não se brinca com a segurança das pessoas – diz Rodriguez.
O Grêmio volta a entrar em campo pela Libertadores, no dia 14 diante do Huachipato na Arena. Ainda nesta Terça-feira, o Grêmio irá se juntar com a OAS para e a Brigada Militar para discutir o caso.
A prioridade é a segurança e caso for definido que o local não tenha, será colocado cadeiras, culminando no fim da avalanche.
Informações adaptadas de ZeroHora


Veja também