O Gre-Nal da próxima quarta-feira, marcado para as 21h30, no Beira-Rio, pela retomada do Campeonato Gaúcho, será a primeira amostragem do Grêmio pós-paralisação no futebol brasileiro. O time terá duas mudanças certas em relação ao último clássico e pode estender a uma terceira.

A base se mantém. Kannemann e Cortez voltam naturalmente em relação ao 0 a 0 da Libertadores. No meio-campo, a tendência é por Jean Pyerre retomar a titularidade. Assim, o esquema voltaria ao tradicional 4-2-3-1 de Renato Gaúcho.

Uma possível escalação tem: Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Alisson, Jean Pyerre e Everton; Diego Souza.

Jean Pyerre tem chance de voltar a ser titular — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Jean Pyerre tem chance de voltar a ser titular — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A primeira alteração é clara: o lateral-esquerdo Caio Henrique deixou o Grêmio. Cortez reassume a vaga na defesa sem quase nem ter deixado o posto. Afinal, foram apenas cinco jogos de Caio como titular, um deles o Gre-Nal do dia 12 de março.

“Todo atleta gosta de jogar um clássico. E não tem coisa melhor que jogar um Gre-Nal. Eu conheço muito bem, sei o tamanho desse clássico aqui no Sul” (Darlan, volante do Grêmio)

Daquela partida, há uma troca menos lembrada: Kannemann ficou fora do Gre-Nal por conta de lesão no dedão do pé esquerdo. Agora, o argentino remonta a dupla com Pedro Geromel.

No meio-campo, o tripé de volantes com Maicon, Matheus Henrique e Lucas Silva pode estar ameaçado. Jean Pyerre vinha em processo de retomada após longa lesão muscular. Agora, no entanto, o meia está no mesmo nível dos companheiros e com possibilidade de desbancar alguém do trio.

É bom também ressaltar que há dois jogadores em isolamento após testarem positivo para a Covid-19. O clube não divulga os nomes, que podem causar problemas na escalação do técnico Renato Gaúcho.

O treinador deve usar o fim de semana para trabalhar a estratégia para o clássico Gre-Nal. O elenco passará por testagens para Covid-19 na segunda-feira e fica confinado até o final da primeira fase no hotel que serve de concentração para o clube.



Veja também