O Grêmio planeja reforçar o meio-campo e o ataque na temporada 2021. De acordo com o presidente Romildo Bolzan Júnior, a ideia do clube é fazer até quatro contratações de jogadores com “nível de titularidade”. As prioridades são um camisa 5 e um atacante para substituir Pepê, negociado nesta semana com o Porto-POR.

— Não temos um jogador com esta característica no grupo (camisa 5). É uma necessidade imperiosa para completar o plantel. Precisamos nos reforçar no meio-campo e no ataque e pretendemos contratar de três a quatro jogadores com nível de titularidade nessas posições — declarou Romildo, em entrevista à Grêmio TV, nesta sexta (19).

A busca por um primeiro volante é um pedido antigo do técnico Renato Portaluppi. Em 2020, o Tricolor quase chegou a um acerto com Wellington Martins, do Athletico-PR, mas a negociação não se concretizou. A avaliação é de que esta é uma carência do grupo. Afinal, Maicon, Matheus Henrique, Darlan e até mesmo Lucas Silva são considerados segundos volantes, com perfil um pouco mais ofensivo.

Além disso, a direção vai em busca de um substituto para o atacante Pepê. Para Romildo, há alternativas de qualidade para esta função no grupo e na base, além do atacante Léo Chu, que volta de empréstimo do Ceará. Contudo, ainda assim, a ideia é buscar um reforço.

— O Grêmio tem o Ferreira, o Luiz Fernando, o Alisson, o Everton e o Léo Chu. Temos também na base o Elias, que joga nesta posição. Temos alternativas, mas eu entendo que o Grêmio precisa, sim, de um atacante efetivo para contratar e completar o plantel com a saída do Pepê — completou o mandatário.

A direção gremista analisa também o mercado internacional. Na entrevista à Grêmio TV, Romildo confirmou o interesse no atacante Rafael Borré, 25 anos, que deve sair do River Plate. Contudo, o dirigente tem a informação de que o jogador será vendido para outro clube. Além disso, a ideia é ter responsabilidade com as finanças.

— O Grêmio é um clube controlado e responsável. Não temos dinheiro sobrando a ponto de fazer loucuras. Podemos até fazer um ou dois investimentos. Já fizemos algumas extravagâncias, e nem sempre deu certo. O Grêmio vai, sim, buscar jogadores, mas não vai sair da sua política — finalizou.

Apesar da busca no mercado, nenhum jogador será contratado antes das finais da Copa do Brasil, contra o Palmeiras, nos dias 28 de fevereiro e 7 de março.



Veja também