A direção do Grêmio acredita ser possível anunciar o segundo reforço da próxima temporada até o próximo sábado (28). Depois de oficializar o lateral Victor Ferraz, a meta do clube é contratar mais seis jogadores: um goleiro, outro lateral-direito, um lateral-esquerdo, um volante, um meia e um centroavante.

O flanco esquerdo, o meio-campo e o ataque são considerados os setores prioritários. Como Juninho Capixaba não conseguiu ameaçar a posição de Cortez, a ideia é contratar um atleta de nível de titularidade para a posição.

O nome mais próximo é o de Caio Henrique, 22 anos, que pertence ao Atlético de Madrid-ESP e atuou em 2019 pelo Fluminense. Como o clube carioca tem poucos recursos financeiros para renovar o empréstimo, a ideia é fazer uma oferta melhor aos espanhóis. A direção está otimista na conclusão do negócio.

Já o volante é a grande prioridade do momento. Como Matheus Henrique, convocado para a seleção olímpica, e Maicon, lesionado, estarão indisponíveis no início da temporada, há a necessidade de buscar mais um meio-campista. A ideia é contratar um atleta com “perfil vitorioso” e “estofo” para disputar uma Libertadores. No radar estão Lucas Silva, 26 anos, e Carlos Sánchez, 35 anos.

Lucas Silva é muito mais viável, pois está livre no mercado desde que rescindiu o contrato com o Real Madrid, em setembro. Além disso, possui no currículo dois títulos de Brasileirão (2013 e 2014) e duas conquistas de Copa do Brasil (2017 e 2018), todas pelo Cruzeiro. O problema é que o atleta não atua desde junho, quando se despediu do clube mineiro. A direção já conversou com o procurador do jogador e analisa as condições do negócio antes de fazer uma proposta.

Já Carlos Sánchez é um nome considerado inviável no momento. O jogador vive um imbróglio com o Santos, com quem tem contrato até julho de 2021. O atleta e o seu procurador cobram uma dívida do clube e ameaçam inclusive uma saída caso não haja acordo. No entanto, o Grêmio decidiu que não vai se atravessar no negócio. Afinal, a relação com a direção santista é considerada excelente. Uma proposta pelo uruguaio só será feita se as partes esgotarem as possibilidade de acordo.

Reposições e concorrência a peças contestadas
Os dirigentes gremistas ainda buscam um centroavante para repor o espaço deixado por Felipe Vizeu e as iminentes saídas de Diego Tardelli e André. Já o goleiro é buscado devido à inconstância de Paulo Victor e Júlio César em 2019.

O lateral-direito viria para disputar um lugar na equipe com Victor Ferraz, já que o outro jogador da posição, Leonardo Gomes, está no departamento médico. Um meia, por sua vez, é considerado uma necessidade devido à saída de Luan para o Corinthians.



Veja também