Na busca de minimizar os prejuízos por conta da pandemia do novo coronavírus, o Grêmio prepara uma série de ações para premiar o sócio que mantiver as mensalidades em dia durante o período de quarentena.

O clube fechou o mês de março com números na casa dos 89 mil associados, sem maiores perdas. No entanto, o executivo de marketing Beto Carvalho afirma que somente a partir do fim de abril poderá ter um cenário mais claro sobre a inadimplência dos torcedores.

A projeção feita pelo CEO Carlos Amodeo já espera queda de receitas no quadro social. O Tricolor trabalha justamente com contrapartidas para o gremista que ajudar a manter o fluxo de caixa.

— É extremamente importante o quadro social, poque é uma receita ordinária relevante e faz uma diferença importante na sustentabilidade econômica do clube. Teremos possivelmente no mês de abril alguma perda de arrecadação. Esperamos que as ações que estamos implementando sejam adequadas para conter a evasão de sócios — destacou Amodeo ao GloboEsporte.com.

O plano ainda está em fase de estruturação. Uma das ideias é dar vantagem em aquisições de produtos nas lojas. Descontos nas mensalidades estão fora de cogitação no momento.

“Estamos criando algumas outras alternativas que não o desconto como benefícios adicionais aos sócios em relação aos que normalmente eles têm” (Carlos Amodeo, CEO do Grêmio)

Presidente Romildo Bolzan Júnior negociou readequações diretamente com o grupo de jogadores — Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com

Presidente Romildo Bolzan Júnior negociou readequações diretamente com o grupo de jogadores — Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com

Antes, o presidente Romildo Bolzan Júnior já havia deixado uma mensagem aos torcedores que têm condições de manter os pagamentos fixos ao clube. Em vídeo divulgado pelo próprio Grêmio, ele agradece por atitudes de “paixão incondicional” e “solidariedade”.

— Fica aqui o reconhecimento e o agradecimento ao torcedor do Grêmio por tudo aquilo que vocês fazem pelo nosso clube e principalmente o reconhecimento da direção do clube por esta paixão incondicional e por esta solidariedade — disse o mandatário.

Medidas internas

No mesmo recado aos gremistas publicado no dia 1º de abril, quando jogadores e funcionários entraram em férias, Bolzan explica as primeiras medidas tomadas pelo clube frente à crise.

Entre elas, o Tricolor destaca a readequação nos contratos, tanto da comissão técnica quanto do elenco – os atletas, por exemplo, receberão os direitos de imagem do período sem jogos em 2021. Os funcionários administrativos também entraram no plano.

Técnico Renato Gaúcho e elenco terão mudanças nos pagamentos — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Técnico Renato Gaúcho e elenco terão mudanças nos pagamentos — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Inicialmente, Bolzan previa uma queda de receita na casa dos R$ 25 milhões nos próximos três meses. No entanto, a Conmebol sinalizou com a primeira ajuda, ao antecipar valores que os clubes da fase de grupos da Libertadores têm direito.

O clube garante ainda que não fará demissões. Mas a reengenharia financeira seguirá mesmo com a retomada do calendário. É consenso na direção que os reflexos da crise atinjam o orçamento de 2021.



Veja também