Lucas Uebel/DVG/Grêmio

empate do Grêmio com o Brasil de Pelotas, em 0 a 0, pode ser interpretado de duas formas. Por um lado, o ataque passou em branco pela primeira vez no ano. Por outro, a defesa completou cinco partidas sem ser superada, repetindo uma sequência realizada na temporada passada. Agora, a defesa gremista espera alcançar a mesma marca de 2018: chegar a sete jogos consecutivos sem um gol sequer sofrido.

Entre 20 de maio e 3 de junho, o Tricolor ficou sem ser vazado em quatro rodadas do Brasileirão (contra Paraná, Ceará, Fluminense e Bahia) e em um confronto da Copa Libertadores, com o Defensor. Terminou aquele Campeonato Brasileiro com a segunda melhor defesa, tendo sofrido 27 gols, um a mais do que o campeão Palmeiras.

Confira os melhores momentos entre Brasil de Pelotas 0x0 Grêmio pelo Gauchão

Confira os melhores momentos entre Brasil de Pelotas 0x0 Grêmio pelo Gauchão

Neste Campeonato Gaúcho, após o empate em 1 a 1 com o Aimoré, o Grêmio alcançou as mesmas cinco partidas em sequência sem sofrer gols de Juventude, São Luiz, Caxias, Avenida e, agora, Brasil de Pelotas. Marcou 16 gols em quatro partidas, mas não conseguiu balançar as redes no Bento Freitas. Para o auxiliar técnico Victor Hugo Signorelli, substituto de Renato à beira do campo, o mérito é do conjunto e não apenas de um setor:

– Todos foram muito bem no setor defensivo. Desde lá na frente, a marcação estava boa, fazendo pressão, não deixando eles jogarem. Mais uma atuação boa do Paulo (Miranda) e do grupo todo – destacou, citando o zagueiro, um dos melhores em campo.

O defensor esteve no miolo da zaga de todas essas partidas exceto na Recopa Gaúcha, em que Geromel e Kannemann reviveram a dupla titular contra o Avenida. Mesmo elogiado, ele reparte as honras com os companheiros e se considera mais preparado hoje do que quando chegou ao Tricolor, no começo do ano passado.

– Quando cheguei, fui direto para as partidas. Nem fiz bem a pré-temporada. Mas esse ano, graças a Deus, já conhecia todos jogadores. Estou muito feliz pelas partidas que venho fazendo. Lógico, a gente sabe que temos dois excelentes jogadores, que são o Kannemann e o Geromel. Mas estou fazendo o meu trabalho, procurando o meu espaço, e sempre que o professor precisa vou estar à disposição.

Séries de jogos sem gols sofridos do Grêmio

Série atual Série de 2018 Melhor Série de 2018
Brasil-Pel 0x0 Grêmio (Gaúcho) Bahia 0x2 Grêmio (Brasileiro) Goiás 0x2 Grêmio (Copa do Brasil)
Grêmio 6×0 Avenida (Gaúcho) Grêmio 0x0 Fluminense (Brasileiro) Grêmio 0x0 Athletico (Brasileirão)
Caxias 0x3 Grêmio (Gaúcho) Ceará 0x1 Grêmio (Brasileiro) Cerro Porteño 0x0 Grêmio (Libertadores)
Grêmio 4×0 São Luiz (Gaúcho) Grêmio 1×0 Defensor (Libertadores) Cruzeiro 0x1 Grêmio (Brasileiro)
Grêmio 3×0 Juventude (Gaúcho) Paraná 0x0 Grêmio (Brasileiro) BrasilPel 0x3 Grêmio (Gaúcho)
Grêmio 4×0 Monagas (Libertadores)
Grêmio 4×0 Brasil-Pel (Gaúcho)

Antes dessa série de cinco jogos sem sofrer gol em 2018, o Grêmio atingiu um um feito ainda maior. De 1º a 25 de abril, foram sete jogos sem sofrer gols em partidas de quatro competições: Gauchão, Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores.

Para atingir o mesmo número de invencibilidade, precisa segurar o Veranópolis, na Arena, no dia 25, e o Rosário Central, no Gigante de Aroyito, no dia 6 de março. Conseguir isso, de acordo com Paulo Miranda, depende mais da mecânica da equipe do que das peças que serão usadas.

– A gente sabe que o professor conta com todos os jogadores, desde o ataque até a defesa. Temos um sistema de jogo para jogar. Creio que a equipe toda está de parabéns – elogiou.

Mesmo com o empate, o Grêmio manteve a liderança do Campeonato Gaúcho, com 17 pontos. O time ganha folga nesta segunda-feira e se reapresenta na terça, com uma uma semana cheia para trabalhos antes do próximo compromisso pelo estadual, dia 25, contra o Veranópolis, na Arena.



Veja também