Foto: Silvio Avila

A primeira reunião entre Grêmio e Ferreira para tratar de uma possível renovação de contrato do jogador foi realizada nesta quinta-feira (6), e o clube se mostrou otimista ao término do encontro.

O Tricolor foi representado no encontro pelo diretor-executivo, Diego Cerri, e pelo diretor de futebol, Sérgio Vasques. Na conversa, os dirigentes apresentaram uma proposta de renovação contratual por mais três temporadas, o que aumentaria o valor da multa rescisória. O atual vínculo se encerra no final de 2023.

— O Diego (Cerri) e o Sérgio (Vasques) conversaram com o empresário (Pablo Bueno) e nós consideramos que foi uma reunião boa. Houve evolução na conversa e nos aproximamos nos números, com uma proposta de três anos — disse o vice-presidente de futebol Dênis Abrahão em contato com GZH.

Pelos termos do seu acordo atual, o atacante tem multa rescisória de 8 milhões de euros para clubes do Exterior. O Fenerbahçe surge como possível interessado, mas o clube turco recuou um pouco da sua posição nos últimos dias, assim como o São Paulo, que sondou a situação do jogador. Atualmente, Ferreira recebe um dos salários mais baixos do time titular – cerca de R$ 140 mil.

Segundo informações trazidas por GZH, a oferta gremista para um novo vínculo chegou aos R$ 500 mil mensais em conversas que aconteceram ainda em 2021, mas com o rebaixamento para a Série B, e as dificuldades financeiras atuais, o clube teria oferecido R$ 300 mil pelo novo contrato.

Procurado pela reportagem de GZH, o representante do atleta não respondeu as mensagens até a publicação da matéria. Um novo encontro entre as partes deverá ocorrer na próxima semana, quando o Grêmio já estará em pré-temporada.



Veja também