Foto: HASSAN AMMAR AP

O Grêmio enfrentou o Pachuca na noite desta terça-feira em Al Ain (tarde no Brasil) e conseguiu sua suada classificação para a final do Mundial Interclubes ao vencer o Pachuca por 1 a 0, graças a gol de Everton no primeiro tempo da prorrogação. O Tricolor sofreu com a boa atuação do time do Pachuca, que atuou muito melhor que nas quartas de final. Mas um lance isolado do talismã Gremista garantiu a classificação e a chance de enfrentar o Real Madrid no próximo sábado.

Escalação inicial: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Jailson, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios.

PRIMEIRO TEMPO
O Grêmio começou melhor a partida, mantendo maior posse de bola e buscando pressionar a saída de bola do time mexicano. O Grêmio teve suas melhores chances em cobranças de falta com Fernandinho e também Edílson, mas foram para fora, com algum perigo.

O time do Pachuca, com o passar do tempo, começou a gostar do jogo e terminou a primeira etapa com maior posse de bola, chegando com perigo em algumas oportunidades, com cruzamentos e lançamentos na área. O nome da etapa inicial foi Bruno Cortez, que fez dois cortes fundamentais em lances na área em que os jogadores do Pachuca iriam finalizar.

A etapa inicial terminou sem gols, com os mexicanos um pouco melhores em campo.

SEGUNDO TEMPO
Infelizmente o panorama da partida não mudou e o time do Pachuca seguiu melhor, com mais posse e pressionando o Grêmio, que apenas se defendia e tinha dificuldades para atacar. Até que aos 10 minutos, Renato sacou Barrios e colocou Jael em campo.

O Tricolor teve sua primeira grande chance aos 15 minutos com Luan que bateu de fora da área e o goleiro espalmou à escanteio. O jogo permaneceu muito nervoso, sem grandes oportunidades, mas com o Pachuca com maior posse. Renato colocou Everton no lugar de Michel aos 26.

Aos 29 minutos, Edílson cobrou falta e a bola bateu na rede pelo lado de fora, por muito pouco! O jogo permaneceu nervoso até o fim e os mexicanos seguraram o resultado, forçando a prorrogação.

PRORROGAÇÃO
Logo aos 5 minutos, Everton escapou pelo lado do campo, invadiu a área e chutou cruzado, encobrindo o goleiro mexicano, abrindo o placar. O time do Pachuca estava sentindo o cansaço e o Grêmio se aproveitou da situação, agora com mais tranquilidade no jogo, para administrar a vantagem.

Na etapa complementar, o time mexicano se lançou ao ataque, mas sem organização e também sem muito gás, o Grêmio estava conseguindo se segurar e ainda oferecendo perigo no contra-ataque.

Ao apito do árbitro, muita festa dos jogadores e da torcida no estádio!



Veja também