O Grêmio ainda espera a liberação de prefeitura aos treinos com contato físico para confirmar a permanência em Porto Alegre na próxima semana. Mas os planos para Renato Gaúcho já estão definidos. O treinador retorna ao clube e à capital gaúcha na próxima segunda-feira.

A expectativa é de que o técnico já possa comandar logo de cara os primeiros trabalhos coletivos em preparação para a retomada do Gauchão. Na última quinta-feira, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), deu aval para a volta do estadual em 23 de julho e para treinos com contato físico já a partir da próxima segunda-feira.

A posição do governo faz o Grêmio reavaliar os planos e praticamente descartar a ida a Criciúma, antes marcada para a próxima semana. Com a possibilidade de avançar nos treinos em Porto Alegre, o Tricolor permanecerá com trabalhos no CT Luiz Carvalho.

Renato Gaúcho, Grêmio 3x2 São Luiz — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Renato Gaúcho, Grêmio 3×2 São Luiz — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

— O sentimento que fiquei a partir da manifestação do presidente da FGF é que, possivelmente, as coisas estão de certa forma alinhadas com os prefeitos. É um processo lógico, temos que ser racionais. A tendência, se confirmada a viabilidade dos treinos com bola pela prefeitura, é permanecer em Porto Alegre — disse o vice de futebol Paulo Luz ao GloboEsporte.com.

Inicialmente, o Grêmio planejava que Renato se somasse à delegação direto em Criciúma. Ele deixaria o Rio de Janeiro em avião até Florianópolis e depois iria de carro até a cidade. Tudo isso foi descartado, e o treinador seguirá direto a Porto Alegre.

Renato está no Rio de Janeiro desde o dia 16 de março, após a vitória sobre o São Luiz, na Arena, em partida já sem público nas arquibancadas. O treinador é considerado grupo de risco e teve orientação médica de não retornar a Porto Alegre para as atividades em maio, na retomada dos treinamentos.

No período, no entanto, o técnico foi pivô de polêmica ao ir à praia no Rio de Janeiro enquanto o decreto municipal proibia. Renato justificou-se e também prometeu retornar ao trabalho assim que chamado pela direção do Grêmio.



Veja também