Sem previsão de fechar a tão sonhada compra da gestão da Arena, o Grêmio fez ao menos um acordo recente com a empresa responsável por gerir o estádio. O clube mantém em dia os pagamentos para o acesso de seus sócios mesmo sem jogos durante a pandemia do coronavírus. Em troca, negociou benefícios ao associado a partir da retomada do futebol com público – ainda sem data marcada.

O Tricolor paga mensalmente à Arena Porto-Alegrense um valor de R$ 1,7 milhão para garantir o direito dos sócios de assistir às partidas sem a necessidade de adquirir ingressos. Estes débitos não cessaram nos últimos três meses de paralisação em todas as competições.

Assim, o clube chegou a um acordo com a empresa que administra o estádio para garantir algumas vantagens aos associados a partir da volta do futebol. Os sócios torcedores (das modalidades Gold e Diamante) terão mais 10% de desconto na compra de ingressos para as partidas.

Grêmio entra em acordo e garante benefícios a sócios na Arena — Foto: Divulgação

Grêmio entra em acordo e garante benefícios a sócios na Arena — Foto: Divulgação

Os associados que não precisam comprar entradas poderão fazer um “upgrade” de setor de forma gratuita, mediante check-in anterior. Também haverá facilidades para fazer migração de modalidades e setores no estádio. As negociações foram conduzidas pelo CEO do Grêmio, Carlos Amodeo.

Resta agora a oficialização de uma data para o retorno das partidas. A CBF já definiu que o Brasileirão voltará a partir de 9 de agosto. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) pretende retomar o Gauchão em 26 de julho, mas não há martelo batido sobre a data.

O acordo recente não interfere nas negociações para a compra da gestão da Arena. Na última semana, o Ministério Público rejeitou a proposta das partes envolvidas para as obras do entorno do estádio – ponto-chave para a conclusão das tratativas. As conversas voltam agora à estaca zero.



Veja também