Grêmio mantém concentração total para final na Arena

Renato Portaluppi assegurou que grupo de jogadores está blindado contra clima de favoritismo

25 de novembro de 2016 - Às 12:02
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

A atuação do Grêmio nos 3 a 1 sobre o Atlético-MG, nessa quarta-feira, no Mineirão, rendeu elogios da imprensa do centro do país. Nessa quinta, os jornais de Belo Horizonte destacavam a forma com que o Tricolor se impôs na casa do adversário. Na véspera da partida, Renato Portaluppi já havia sentenciado: “O meu grupo está preparado”.

E realmente estava. A impressão que ficou é de que o Grêmio, em comparação com o Galo, soube trabalhar melhor todos os detalhes que envolveram a partida de ida. Além da disciplina tática, da estratégia de anular os principais jogadores do Atlético, do toque de bola envolvente e da maturidade demonstrada pelos atletas, o Grêmio teve concentração o tempo todo, inclusive fora de campo. Desde a chegada da delegação a BH, no final da tarde de terça-feira, até a hora em que iniciou o deslocamento para o estádio, nenhum jogador apareceu no saguão do hotel.

“Do roupeiro ao presidente, está todo mundo blindado”, disse Renato após o jogo, já evitando um possível clima de euforia. A comissão técnica e a diretoria foram muito habilidosas em manter o time completamente focado. “Assim como eu entrei na história do clube, eles (grupo de jogadores) também podem conseguir. O nosso trabalho é buscar o título para que esse grupo coloque o nome na história do Grêmio. É isso que eu procuro passar para eles”, diz Renato.



Veja também