O Grêmio liberou nos últimos meses uma leva de jogadores das categorias de base. Mas o clube gaúcho montou uma estratégia e manteve parte dos direitos econômicos desses atletas para tentar lucrar no futuro. 

Foram cinco atletas liberados para outros clubes do futebol brasileiro e até do exterior com essa prática. Nomes como Matheus Machado, Ary e Eliseu, irmão do atacante Elias, estão nesse grupo.

O zagueiro Ary, 18 anos, assinou com o Palmeiras, e o Grêmio ficou com 40% dos direitos. Os meias Lustosa e João Marcos foram para Bahia e Flamengo, respectivamente, com 30% dos direitos econômicos ligados ao Grêmio. Eliseu voltou para o Guarani, com o Tricolor com 10%.

Segundo o coordenador-geral da base gremista, Francesco Barletta, a prática não é inédita, mas desta vez um número maior de jogadores foi liberado nesses termos. Os percentuais se esgotam quando os contratos com os clubes para os quais os jovens foram encerrarem.

– Desta vez foi um número maior de atletas. Fazia um ou dois por janela, agora foram quatro ou cinco. Mas é uma prática que ocorria – disse Barletta ao ge.

Ary Garcia, zagueiro negociado com o Palmeiras  — Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio

Ary Garcia, zagueiro negociado com o Palmeiras — Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio

O atacante Matheus Machado também foi recentemente liberado pelo Grêmio e assinou com o Khorfakkan, dos Emirados Árabes. A negociação pelo percentual ainda não foi definida, mas o Tricolor deve ficar com 10% também em participação para uma futura venda.

O Grêmio avaliou os atletas, o perfil utilizado no profissional e o momento do clube e entendeu que poderia liberar parte dos jovens jogadores. O seguimento das carreiras dos atletas também foi considerado.

– Identificamos que alguns perfis não estavam fechando com a ideia do profissional. Fizemos algumas opções, consideramos bons jogadores mas que entenderam que deveriam seguir um caminho diferente e nós também – completou Barletta.

Além dos já citados, o centroavante Fabrício também foi negociado desta maneira. O Grêmio recebeu valores do Levante, mas ficou com 25% dos direitos econômicos do jogador para uma futura venda.

Jovens liberados e os percentuais mantidos pelo Grêmio

  • Eliseu – 10%
  • Lustosa – 30%
  • Ary – 40%
  • João Marcos – 30%
  • Matheus Machado – 10%
  • Fabrício – 25%


Veja também