O Grêmio conseguiu uma vitória na Corte Arbitral do Esporte (CAS) pelo negócio que envolveu a transferência do zagueiro Wallace Reis ao Gaziantepspor, da Turquia, em 2017. O clube europeu foi condenado a pagar 250 mil euros (R$ 1,2 milhão) ao Tricolor pelo empréstimo do jogador, mais uma multa de 75 mil euros (R$ 370 mil), o que totaliza R$ 1,6 milhão. Cabe recurso à decisão.

Wallace deixou Porto Alegre para seguir à Turquia em janeiro de 2017. Seis meses depois, no entanto, o defensor conseguiu sua liberação na Fifa por conta de atraso de salários. A partir daí, o Gaziantepspor parou de pagar os gaúchos, alegando abandono do jogador.

Wallace Reis ficou cerca de um ano no Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Wallace Reis ficou cerca de um ano no Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Neste contexto, o Grêmio acionou o CAS para reaver os valores devidos. O escritório PVBT Law, de São Paulo, atuou junto do clube e conseguiu a vitória nesta semana na instância máxima do esporte. Se não recorrer, o Gaziantepspor tem de quitar a dívida em até 45 dias.

Wallace Reis foi comprado pelo Grêmio junto ao Flamengo no meio de 2016 por cerca de R$ 3 milhões. Logo depois de retornar da Turquia, um ano depois, o zagueiro foi emprestado para o Vitória. A negociação levou o jovem volante Diego Rosa, campeão mundial sub-17 pela Seleção, ao Tricolor.



Veja também