A menos que ocorra uma reviravolta, Cícero não deve permancer no Grêmio em 2019. O volante ainda não respondeu a proposta apresentada pelo clube para renovar o contrato. Diante do silêncio, a direção tricolor entende que o jogador não aceitou os termos propostos e já não conta com ele para a próxima temporada.

A direção do Grêmio havia estabelecido prazo ate sexta-feira para receber as respostas de Léo Moura e Cícero sobre as renovações. O primeiro aceitou a proposta e teve o vínculo renovado por mais uma temporada. Já o volante, ao que tudo indica, não gostou da oferta. O empresário do jogador, Eduardo Uram, preferiu não se manifestar.

Cícero marcou seis gols em 43 partidas na atual temporada — Foto: Lucas Uebel / Grêmio F.B.P.A.

Cícero marcou seis gols em 43 partidas na atual temporada — Foto: Lucas Uebel / Grêmio F.B.P.A.

questão financeira foi o principal motivo do desacerto com Cícero. O clube fez uma proposta ao meia de 34 anos por mais um ano de contrato, mas a contraproposta sinalizada pelo estafe do jogador foi considerada elevada, com uma cifra bem distante da apresentada pela diretoria gremista. Diante da direrença considerável, a negociação travou.

Sem o acerto, o Grêmio terá de ir ao mercado em busca de novas alternativas para o meio-campo. Cícero, por sua vez, está livre para procurar outro clube. Mas caso mude de ideia, a direção do Grêmio diz que está disposta a ouvi-lo, já que as relações seguem amistosas.

Neste final de ano, o Grêmio já perdeu outros dois jogadores de meio-campo: Ramiro, que acertou sua transferência para o Corinthians, e Douglas, que não teve o contrato renovado. Além do zagueiro Bressan, que tem acerto encaminhado com o FC Dallas, dos Estados Unidos.

Cícero chegou ao Grêmio em 2017. Participou das conquistas da Libertadores, Recopa e Gauchão. Na atual temporada, disputou 43 partidas, com seis gols marcados.



Veja também