Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio voltou a vencer na Série B depois de cinco rodadas e, se mudarmos a perspectiva, o time de Roger chegou a cinco partidas de invencibilidade. Um dos motivos para o Tricolor sustentar a quinta colocação mesmo após um mês sem vitória e apenas um gol marcado é a defesa, uma das melhores da competição.

Quinto colocado com 17 pontos, o Grêmio pode ingressar na zona de classificação para a Série A caso vença o Sport, o quarto, que tem um ponto a mais , na próxima segunda-feira. Campanha sustentada pela defesa.

São apenas quatro gols sofridos em onze partidas na Série B, mesmo número que o líder Cruzeiro. O Grêmio vazou menos que os outros três integrantes do G-4, por exemplo. Nos últimos quatro jogos, a equipe de Roger não sofreu gols.

Além disso, até o momento o Grêmio não foi vazado mais de uma vez em uma mesma partida. Algo importante para uma equipe que marca poucos gols na competição.

O Tricolor levou gols nos jogos contra a Chapecoense, Guarani, Cruzeiro e Ituano. Dois destes, Chape e Cruzeiro, decretaram as duas derrotas do clube gaúcho na Série B até o momento. Os números indicam que Roger solidificou a estrutura defensiva, independente da formação.

Jogos que o Grêmio foi vazado:

Grêmio 0x1 Chapecoense – 2ª rodada
Grêmio 3×1 Guarani – 3ª rodada
Cruzeiro 1×0 Grêmio – 6ª rodada
Ituano 1×1 Grêmio – 7ª rodada

Nova formação

Desde a nona rodada, no empate com em 0 a 0 com o Vila Nova, Roger Machado promoveu a mudança no esquema tático, saindo de uma linha de quatro defensores para o 3-5-2. Com essa formação, foram três jogos que ainda não levou gols, dois deles já com Kannemann de volta.

Nosso baixo percentual de gols também foi com linha de quatro, não só quando colocamos os três. Acho que aumentou mais a segurança defensiva — Roger Machado, treinador do Grêmio

Uma das fortalezas e figura importante no setor defensivo do Grêmio, Geromel atuou todos minutos da Série B. Boa parte dela até aqui foi ao lado de Bruno Alves, mas o companheiro de zaga testou positivo para Covid-19 na terça-feira e Rodrigues ingressou na sua vaga junto dos históricos defensores.

Kannemann em vitória do Grêmio sobre o Novorizontino — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Kannemann em vitória do Grêmio sobre o Novorizontino — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Aos 36 anos, o zagueiro de Copa do Mundo é um dos principais destaques do time em 2022. Na nova formação, manteve as boas atuações jogando como zagueiro central.

Caso Geromel tivesse atuado contra o Glória de Vacaria, pela Recopa Gaúcha, dia 24 de maio, o capitão atingiria uma sequência de 21 jogos consecutivos com a camisa Tricolor.

Desde o empate contra o Vasco, a dupla tão valorizada pelos torcedores voltou a estar presente em campo: Kannemann e Geromel. Além do acréscimo técnico, os campeões da Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-Americana e Campeonato Gaúcho representam também a liderança do elenco.

Além deste reforço, o treinador voltou a contar com Edilson, que depois de se recuperar de uma lesão muscular, voltou como titular na função de ala direito. Do outro lado, Nicolas jogou como ala.

Conra o Vasco e Novorizonino, Villasanti foi desfalque por estar com a seleção paraguaia. Thiago Santos entrou no seu lugar e ajudou o sistema defensivo a manter os bons números com atuações seguras. Na próxima rodada, contra o Sport, Villa pode voltar ao time.

O Grêmio volta a campo na segunda-feira, contra o Sport, pela 12ª rodada da Série B, a partir das 20h. Nesta quinta-feira, o grupo de jogadores se reapresenta no CT Luiz Carvalho para iniciar a preparação para a partida.



Veja também