O novo centroavante do Grêmio pode ser Cléber, xodó do Ceará em 2020. O Tricolor fez uma proposta de R$ 15 milhões por 60% dos direitos econômicos do atacante.

O clube gaúcho admite que sondou o jogador, mas nega qualquer oferta, até porque ele já atuou pela Copa do Brasil e não poderia ser usado na competição. O Vozão também não confirma a informação.

O presidente Romildo Bolzan Jr. trata diretamente das negociações. O jogador é agenciado por Paulo Pitombeira – mesmo representante de Luan -, por Márcio Bittencourt e por Eduardo Madeira. Em um primeiro momento, o clube gaúcho ouviu que os cearenses querem pelo menos R$ 20 milhões pela fatia proposta. As conversas devem prosseguir.

Cléber marcou no empate do Ceará com o Grêmio — Foto: Thiago Gadelha/SVM

Cléber marcou no empate do Ceará com o Grêmio — Foto: Thiago Gadelha/SVM

Na metade de agosto, o Ceará se blindou do sucesso instantâneo do centroavante de 23 anos e 1,95m. Ampliou o contrato de Cléber até 2023 e estipulou multa rescisória de 50 milhões de euros para o exterior e R$ 50 milhões para clubes brasileiros. O Vozão detém 85% dos direitos do atacante. Os outros 15% pertencem ao Ferroviário.

Cléber chegou ao Ceará durante a parada do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus após se destacar pelo Barbalha no Campeonato Cearense. Foram sete gols em 13 jogos, entre janeiro e março.

Estreou na vitória por 2 a 1 sobre o CRB, pela Copa do Nordeste, logo na retomada das competições no Brasil. De lá para cá, soma cinco gols em 10 partidas, um deles no empate em 1 a 1 com o Grêmio, pela segunda rodada do Brasileirão.



Veja também