Foto: Eduardo Moura

O Grêmio segue trabalhando na tentativa de liberar a presença de torcida nos seus jogos na reta final do Brasileirão. O clube gaúcho entrou com novo pedido de reconsideração no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para tentar suspender os efeitos da liminar que obriga o clube a jogar com portões fechados na Arena e sem torcida visitante.

Na última semana, o tribunal negou o pedido de efeito suspensivo do Grêmio. A partir disso, o clube entrou com novo pedido de reconsideração, agora à negativa, para tentar derrubar a liminar concedida pelo presidente do STJD, Otávio Noronha.

Além disso, conforme o advogado Jorge Petersen, o Grêmio aguarda a apreciação do seu recurso e também do próprio mérito do processo. E ainda não há data marcada para o julgamento pela invasão de torcedores à Arena após a derrota para o Palmeiras.

Ao mesmo tempo, o clube trabalha com o STJD na tentativa de costurar um acordo. Em entrevista coletiva após a vitória contra a Chapecoense no sábado, o presidente Romildo Bolzan Júnior revelou a tentativa para fechar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) enquanto o clube não é julgado.

Na luta para evitar o rebaixamento, o Grêmio entra em campo na Arena nesta terça-feira, contra o Flamengo, em jogo atrasado da 2ª rodada do Brasileirão. O jogo seguinte dentro de casa será contra o São Paulo, dia 2 de dezembro. Entre os dois compromissos, há aa partida com o Bahia, na sexta, na Fonte Nova.



Veja também