O Grêmio está na final do Campeonato Gaúcho pela quinta vez consecutiva e buscará o penta estadual contra o Ypiranga nos dois próximos sábados. Mesmo com a derrota por 1 a 0 dentro da Arena, eliminou o Inter pela sexta vez consecutiva, um recorde na história tricolor. A importância do fato foi mostrada nos pequenos gestos.

Nunca o Grêmio havia derrubado o Inter em seis disputas eliminatórias em sequência, conforme informação repassada pelo próprio Tricolor. Além da semifinal do Gauchão de 2022, a lista tem a final da edição de 2021, a semifinal do primeiro turno e a final do segundo em 2020, a final de 2019 e as quartas de 2018.

O fato de, na Série B, eliminar o maior rival foi algo valorizado nos bastidores. Desde a vibração de Ferreira, que causou confusão e expulsões, até a festa feita pelos jogadores do Grêmio no gramado da Arena após o apito final.

– O torcedor sem dúvida vai comemorar essa conquista, a oportunidade de título, manter a hegemonia da casa, que nos últimos quatro anos foi do clube. É muito importante para mim e, tenho certeza, para os atletas – apontou o técnico Roger Machado.

Grêmio perde o Gre-Nal, mas está na final do Gauchão — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio perde o Gre-Nal, mas está na final do Gauchão — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

As seis classificações seguidas em cima do Inter dão peso de hegemonia recente na disputa do Gauchão. O Grêmio marca presença desde 2018 nas finais da competição. E ganhou todas.

A última queda do Grêmio para o maior rival ocorreu na final do Gauchão de 2015. Era o início da gestão do presidente Romildo Bolzan Júnior. Desde aquele ano, o Tricolor tem 13 vitórias contra sete do Inter em 34 duelos.

A derrota por 1 a 0 encerrou o que era a maior invencibilidade da história dos Gre-Nais em termos de mando de campo. Foram 17 jogos e oito anos sem perder dentro da Arena. Se a série acabou, a chance de o Grêmio conquistar cinco títulos em sequência, algo que não ocorre desde 1989, segue viva.

Eliminatórias contra o Inter

  • 2022: classificação na semifinal do Gauchão
  • 2021: campeão gaúcho
  • 2020: campeão do segundo turno do Gauchão
  • 2020: classificação na semifinal do primeiro turno do Gauchão
  • 2019: campeão gaúcho
  • 2018: classificação nas quartas de final do Gauchão

A festa começou a esquentar quando Ferreira, já nos acréscimos, vibrou na frente de Bustos em uma dividida. Bruno Méndez deu um empurrão no gremista. Os dois receberam cartão vermelho. No caminho para os vestiários, por pouco não brigaram.

Em seguida, os mais de 33 mil presentes no estádio puxaram coro de “eliminado” e o já tradicional “minuto de silêncio”, acompanhado pelos próprios jogadores no momento da celebração após o apito final. A classificação, portanto, tem um peso diferente ao acontecer em cima do maior rival.

– Como nós precisamos cada vez mais consolidar um grupo que está em formação com confiança, isso acaba se refletindo. Então, tem um sentido todo especial para os gremistas. Fazer a manutenção da hegemonia do futebol gaúcho buscando a confiança na formação desse elenco que vai disputar a Série B – destacou o presidente Romildo Bolzan Júnior.

O elenco volta a treinar na tarde desta quinta-feira no CT Luiz Carvalho e se prepara para a final do Gauchão contra o Ypiranga. O primeiro jogo ocorre no sábado, em Erechim, enquanto a segunda partida será na Arena, no outro sábado, dia 2 de abril.



Veja também