Foto: Mauro Schaefer

Se não era exatamente o que o Grêmio esperava para a temporada, ao menos a equipe cumpriu com o objetivo. Sob o olhar atento do novo técnico Tiago Nunes, o Tricolor venceu o La Equidad, da Colômbia, pelo placar de 2 a 1, na Arena, na noite desta quinta-feira. Com o resultado, larga na frente no grupo H da competição continental, depois de nove anos desde a última participação no torneio.

No primeiro tempo, Diego Souza subiu mais alto que a zaga e marcou de cabeça. Na etapa final, Rodrigues foi expulso e o zagueiro reserva Paulo Miranda entrou para recompor e acabou marcando o segundo do Tricolor. No fim, o La Equidad descontou com Omar Duarte.

O Tricolor volta a campo no sábado, às 21h, pelo Gauchão, para enfrentar o Ypiranga, na última rodada da fase de grupos. Pela Sul-Americana, a próxima partida é contra o Lanús, reeditando a final da Libertadores de 2017, na quinta-feira da semana que vem, no La Fortaleza.

Diego Souza marca no fim do primeiro tempo 

Sob os olhares de Tiago Nunes, que esteve na Arena acompanhando a partida, o xará e interino Thiago Gomes se despediu do comando da equipe escalando o que tinha de melhor à disposição. Mais uma vez, sem os titulares Kannemann e Geromel na zaga, mandou Ruan e Rodrigues para a função. No meio, Jean Pyerre teve a companhia de Alisson e Ferreira para municiar Diego Souza. 

O Grêmio mais uma vez sofreu com os problemas que apresentou ao longo da temporada 2020 e nos jogos sob o comando de Thiago Gomes. O meio teve pouca mobilidade apresentou uma transição lenta, rodando a bola no campo ofensivo sem objetividade, e sem finalizar com perigo ao gol de Bonilla.

Ainda no primeiro tempo, o técnico Thiago Gomes foi forçado a fazer uma substituição por lesão. Alisson sofreu um pisão e sentiu muitas dores. O jogador sequer conseguia apoiar o pé no chão e acabou sendo sacado para a entrada de Léo Pereira. 

No entanto, nas poucas tentativas de chegar à frente, especialmente com Ferreira, os jogadores estiveram isolados. Aos 37 minutos, a jogada que traduziu a postura do Grêmio no primeiro tempo. Ele foi acionado em lançamento longo, mas completamente sozinho, acabou desarmado no meio de dois defensores e fez a falta de ataque. 

Quando parecia que a partida ia ao intervalo empatada em 0 a 0, foi Ferreira, o mais ativo do Tricolor na etapa inicial, quem construiu a jogada do gol. Ele foi até a linha de fundo, e levantou para Diego Souza, que venceu a defesa e cabeceou firme, no canto esquerdo do goleiro do La Equidad, levando o Grêmio em vantagem de 1 a 0 no primeiro tempo.

Grêmio cai de produção, mas garante vitória após expulsão

Quem voltou com postura diferente na segunda etapa foi o La Equidad. Apesar de seguir fazendo faltas duras e tomando cartões amarelos em sequência, também passou a criar chances. Logo nos primeiros cinco minutos, foram duas. Na mais perigosa, Herazo bateu vencendo Brenno, e coube ao zagueiro Ruan salvar e evitar o gol de empate dos colombianos. 

O time visitante manteve a postura agressiva, e contou com a diminuição de ritmo do Tricolor para seguir ameaçando. Em cobrança de falta aos 22 minutos, Brenno foi obrigado a saltar e fazer boa defesa para espalmar o chute forte de Lima, mandando para escanteio a bola e evitando o empate.

E a situação se complicou ainda mais quando Rodrigues foi expulso. Após falta em Pacheco fora do lance, o árbitro flagrou um possível tapa do defensor Tricolor no jogador do La Equidad. Como não há VAR, o árbitro optou por retirar o amarelo e aplicar o cartão vermelho ao defensor. Para corrigir a formação, Thiago Gomes sacou Jean Pyerre, sumido no segundo tempo, para a entrada de Paulo Miranda. 

Foi justamente Paulo Miranda quem acabou decidindo para o Tricolor. Após entrar para recompor o sistema defensivo, ele estava na área após cobrança curta de escanteio. Rafinha recebeu e levantou na medida, no segundo pau, buscando Diego Souza. Ele escorou de cabeça para o meio da área e Paulo Miranda empurrou para as redes, fazendo 2 a 0. 

Parecia tudo definido, mas nos minutos finais, Omar Duarte descontou para os visitantes, em um belo chute de dentro da área. No entanto, não houve tempo para reação, e o jogador ainda foi expulso minutos depois após entrada dura de carrinho em Rafinha. Assim, o Tricolor estreou na Sul-Americana com vitória na Arena. 



Veja também