Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

Renato Gaúcho estipulou três metas para o Grêmio até a parada para a disputa da Copa América: classificações às oitavas de final da Libertadores, quartas de final da Copa do Brasil e estar no G-4 do Brasileirão. As duas primeiras foram atingidas. A última entretanto, mesmo com mais duas rodadas a disputar, não poderá ser atingida ainda neste primeiro semestre.

No reencontro com Roger Machado, na noite deste sábado, o Tricolor gaúcho levou 1 a 0 do Bahia no Pituaçu. O resultado mantém o time na zona de rebaixamento, em 18º com apenas cinco pontos em 21 disputados. Ocorre que o Atlético-MG, o quarto do momento, já soma 12 e com uma rodada a menos.

Renato mantém confiança

O começo de Brasileirão turbulento não preocupa Renato. O técnico mantém a confiança no grupo, acostumado a levantar taças nos últimos anos e que buscou os outros objetivos. O técnico acredita que é questão de tempo para recuperar o desempenho antigo. Principalmente quando estiver com o grupo todo à disposição. Atualmente, o grupo está sem Paulo Miranda, Marcelo Oliveira, Kannemann, Bruno Cortez, Matheus Henrique, Everton e Luan, além de Maicon – poupado diante do Bahia.

“O Grêmio classificou na Libertadores e Copa do Brasil, mas não pode jogar bem em todos os jogos. Minha equipe joga o melhor futebol do Brasil”, diz Renato.

O cenário já liga o alerta. O Grêmio sabe que tem desapontado no Brasileirão e isso causa preocupação. Apesar disso, busca fatos para se apegar. O fato de ainda ter mais 31 rodadas pela frente e o time apresentar uma evolução nas últimas partidas vira a válvula de escape para a retomada.

– Não é o resultado que queríamos na sétima rodada, mas ainda faltam 31 rodadas. (Tem) Muito campeonato. O Grêmio não tem que estar nessa situação. Trabalhamos para melhorar o desempenho, os resultados. Após classificação na Libertadores e Copa do Brasil, separamos os últimos quatro jogos para conseguir nove em 12. Conseguimos três em seis. Agora fica para conseguir outros pontos – declara o diretor de futebol Alberto Guerra.

Para conquistar os próximos três, há outro desafio. O duelo contra os comandados de Rogério Ceni no próximo sábado, às 19h, não ocorrerá na Arena. A partida será disputada no sábado, às 19h, no Centenário, em Caxias do Sul, já que a Arena está cedida a Conmebol porque será uma das sedes da Copa América.



Veja também