Foto: Lucas Uebel

A má atuação do time reserva do Grêmio, com direito a derrota para o Palmeiras por 3 a 1 na Arena, neste domingo, ficou no passado. Ou melhor, permanece em Porto Alegre. É o que afirma o técnico Renato Portaluppi, ao projetar o confronto diante do Barcelona-EQU, em Guayaquil, pelo duelo de ida das semifinais da Copa Libertadores.

“Essa derrota fica aqui hoje (domingo) na Arena. No voo só tem Barcelona, nosso jogo pela Libertadores” (Renato Gaúcho)

Assim que encerrou a partida deste domingo, Renato virou a chave. E disse que o grupo do Grêmio embarca (o que ocorreu durante a madrugada) para o Equador somente com o adversário da próxima quarta-feira na cabeça.

– Essa derrota fica aqui hoje (domingo) na Arena. No voo só tem Barcelona, nosso jogo pela Libertadores. O Grêmio é o único representante do futebol brasileiro na competição. Não é nenhuma desculpa, mas esse jogo fica aqui dentro da Arena – decreta Renato.

Desde sempre o Grêmio deixou claro no planejamento que o foco era a partida contra a equipe sul-americana. Tanto que Renato escalou equipe reserva no confronto deste domingo. Somente Luan e Michel, do time titular, estiveram em campo. E somente jogaram para… adquirir ritmo para o duelo em Guayaquil.

Oscilação não preocupa

Embora tenha obtido o segundo melhor retrospecto no primeiro turno do Brasileirão, somente atrás do Corinthians, a direção do Grêmio não vê preocupação com a queda de desempenho no segundo turno, no qual conta com apenas a 17ª campanha. Pelo contrário. A análise interna é de que o time se encontra em ascensão – boa parte pelo esvaziamento do departamento médico.

“O Grêmio está em uma ascendente novamente. Vejo o time em ascensão” (Odorico Roman, vice de futebol do Grêmio)

Ao traçar um paralelo comparativo com o próprio Barcelona-EQU, o vice de futebol Odorico Roman lembra que o clube rival também sofre na competição nacional do seu país. Atualmente, é o nono colocado na tabela, com apenas duas vitórias em 13 jogos, e não vence a oito.

– Cada time tem seus problemas, suas questões. O Barcelona também tem e passa por oscilação na competição nacional. Nós vamos chegar em uma situação melhor do que estávamos há algumas semanas. O Grêmio vai ao Equador com condição de fazer um bom jogo e, quem sabe, com a possibilidade de fazer um bom resultado. O Grêmio está em uma ascendente novamente. Vejo o time em ascensão – ressalta Roman.

Para o jogo desta quarta-feira, o Grêmio terá grupo praticamente completo. Renato somente não poderá contar com Bruno Rodrigo, substituído no intervalo contra o Palmeiras, e que ficou de fora da lista de relacionados para a viagem. Além, é claro, de Douglas, que passou por nova cirurgia no joelho e não joga desde fevereiro.

O Grêmio fará dois treinos em solo equatoriano antes da decisão contra o Barcelona-EQU. O confronto contra os equatorianos ocorre às 21h45 (de Brasília) de quarta-feira, no Monumental de Barcelona, em Guayaquil. O jogo de volta está marcado para o dia 1º de novembro, no mesmo horário, em Porto Alegre.



Veja também