Grêmio esfria o Flu, alcança a quarta vitória seguida e se aproxima dos líderes

26 de julho de 2012 - Às 02:50
Foto: UOL – Editada Sangue Azul

O Grêmio recebeu o Fluminense no Olímpico pela 12ª Rodada do Brasileirão e venceu por 1 a 0, graças a gol de Kléber, e conseguiu a quarta vitória consecutiva, se mantendo na 4ª posição se aproximando dos líderes. A partida foi bastante equilibrada na fria Porto Alegre, mas o Grêmio criou mais chances e mereceu a vitória.

A partida começou com as duas equipes mantendo a posse de bola quando a tinham, não acelerando a partida. O Grêmio teve a primeira chance aos 5 minutos em toque de cabeça de Marcelo Moreno, mas o goleiro fez fácil defesa. As duas equipes tentavam lançamentos longos e bolas aéreas, mas a defesa sempre levava a melhor.
Aos 16 minutos, Wallace chegou a linha de fundo e cruzou na cabeça de Fred, que cabeceou para defesa de Grohe. O Grêmio era mais ofensivo, porém não conseguia criar chances, apenas se aproximando em chutes de fora da área sem direção e bolas aéreas. Aos 24 minutos, Thiago Neves chutou de fora da área, com perigo para fora.
Aos 41 minutos, o Grêmio chegou com perigo. Kléber  lançou Moreno na área que bateu forte, mas por cima do gol. O primeiro tempo acabou com sem muitas chances de gol e posse de bola.


O Grêmio começou o segundo tempo pressionando o Fluminense e alçando a bola na área. Com 4ºC de temperatura, as duas equipes sentiam dificuldade de acelerar a partida, que ficou pouco movimentada e sem chances de gol. Elano e Zé Roberto não conseguiam criar chances de gol, e Marcelo Moreno perdia a disputa com a zaga do Fluminense.


Aos 23 minutos, a insistência do Grêmio deu efeito. Edilson levantou a bola na área, Marcelo Moreno não conseguiu desviar e a bola sobrou para Kléber, que chutou e canto e abriu o placar. Após o gol, o técnico Abel Braga colocou o time do Fluminense, fazendo duas alterações para o setor ofensivo.
Aos 26 minutos, Elano cobrou falta de longe e o goleiro Diego Cavalieri espalmou.


O Fluminense tinha atacantes, mas o Grêmio marcava bem e não deixava o time carioca criar chances de gol. O Grêmio, por sua vez, buscava os contra-ataques e continuava pressionando a saída de bola do time do Fluminense.

O time carioca não esboçou reação.



Veja também