Grêmio entrega proposta por Arroyo e acerto fica próximo: “Falta pouco”

Direção quer priorizar três competições e busca reforços para grupo de Renato Portaluppi

23 de junho de 2017 - Às 12:10
Foto: Conmebol/Divulgação

Para manter a corda esticada e o Grêmio focado tanto no Brasileirão quanto na Libertadores e Copa do Brasil, a direção só vê uma alternativa: aumentar e qualificar o grupo. Nesse cenário, o nome mais próximo de ser incorporado ao elenco de Renato Portaluppi é o do meia equatoriano Michael Arroyo. Com a negociação próxima de um desfecho, a tendência é de que o atleta viaje para Porto Alegre na próxima semana.

Durante a tarde desta quinta-feira, a diretoria do Grêmio se reuniu com o empresário José Chamorro – o mesmo de Miller Bolaños – para entregar uma proposta oficial. Há a possibilidade de que o negócio seja fechado ainda neste final de semana, embora as partes envolvidas evitem adotar tom de euforia.

– Não há nada definido, mas vamos por um bom caminho – contou Chamorro ao GloboEsporte.com.

– (Falta) contratar o Arroyo. A minha experiência diz que a gente só anuncia um jogador quando houver acerto econômico, exame médico e assinatura do contrato. Para o Arroyo, falta tudo isso ainda. Na próxima sexta-feira, temos que enviar a lista de trocas na Libertadores. Até lá, veremos se contratamos o Arroyo ou não – disse o vice de futebol Odorico Roman, em entrevista coletiva, após a vitória de 2 a 0 sobre o Coritiba.

Em contato com o GloboEsporte.com, Arroyo se mostrou confiante no negócio. Ao mesmo tempo, indicou o desejo de atuar pelo clube, assim como jogar com o compatriota Bolaños.

– Já falta pouco – resumiu.

No final da noite de quinta, o jogador ainda publicou uma imagem no Instagram de uma partida na qual enfrentou o Grêmio. Em 2012, Arroyo defendeu o Barcelona-EQU em dois duelos diante do Tricolor gaúcho, em confrontos pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Saiu derrotado nas duas partidas.

Revelado pelo Emelec, Arroyo é meia-atacante de velocidade, que atua centralizado e também pelas pontas. Disputou a Copa de 2014 no Brasil pela seleção de seu país, mas não tem sido chamado para os últimos jogos, pelas Eliminatórias. Desde 2013 no América, ele tem mais um ano de contrato com os mexicanos. Mas já se despediu da torcida.



Veja também