O Grêmio está em fase final do processo seletivo e deve anunciar nos próximos dias o novo executivo de futebol. Conforme apurou o ge, a situação avançou e a tendência é que seja concluída nos próximos dias.

Ainda assim, a direção evita colocar prazos mesmo em conversas informais. Diego Cerri é quem lidera o processo. O assunto foi debatido novamente na reunião do Conselho de Administração de segunda-feira.

Cerri é bem avaliado internamente e iniciou os contatos com o Grêmio no fim de abril. O clube mantém a fórmula de entrevistar vários candidatos e trabalhar as possibilidades a partir do que é relatado por eles.

O clube gaúcho ouviu diversos profissionais do mercado. Inicialmente, a ideia era preencher a vaga com alguém do próprio clube, mas essa situação foi deixada de lado nos primeiros dias de Marcos Herrmann como vice de futebol.

Diego Cerri ficou quatro anos no Bahia — Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Diego Cerri ficou quatro anos no Bahia — Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Alguns nomes foram contatados, como Ari Barros, que era do Juventude e está no Náutico. No entanto, Cerri é o preferido e deve ser confirmado nos próximos dias, embora os dirigentes gremistas evitem citar o nome do escolhido.

Paulista de 46 anos, Diego Cerri trabalhou como preparador físico, técnico e executivo do Barueri. Já na função pretendida pelo Grêmio, passou pelo RB Brasil antes de chegar ao Ceará, em 2012. Lá permaneceu até 2015. Ficou de 2016 a 2020 no Bahia.

A função de executivo no Grêmio está vaga desde a saída de Klauss Câmara em setembro do ano passado. O antigo profissional iniciou o trabalho na Arena em 2019. Antes dele, o posto era ocupado por André Zanotta, que deixou o clube para ir ao futebol dos Estados Unidos.



Veja também