Grêmio enfileira goleadas, se infla de confiança e tem gols de todos atacantes usados

Em último jogo de titulares antes da semi da Libertadores, goleada por 6 a 1 sobre o Avaí fecha série de luxo no Brasileiro. Único atacante a não fazer gol é justo Everton Cebolinha...

27 de setembro de 2019 - Às 06:48

O discurso de Renato Gaúcho sempre foi: o Grêmio não consegue mostrar no Brasileirão todo o seu potencial pelo foco nas competições eliminatórias. No primeiro momento com a força máxima em sequência no Nacional, as palavras do técnico se mostraram corretas. São 16 gols em quatro rodadas, um time cheio de confiança antes da semifinal da Libertadores e uma goleada por 6 a 1 sobre o Avaí, na noite de quinta, na Arena.

A vitória é a maior até agora da competição junto com as de Santos e Flamengo sobre o Goiás. Somadas também às últimas três rodadas, o Grêmio tem 16 gols marcados em quatro partidas e apenas dois sofridos. O momento chega após uma mudança de Renato: Diego Tardelli na vaga de André.

– A média do Grêmio aumentou não foi só pelo Tardelli. Eu já falei. O problema é que antes era jogo a cada três dias. O problema era cansaço, viagem, time diferente. Agora temos a equipe um pouco mais descansada. Grêmio e Flamengo são os que mais fazem. O Flamengo tem 100 gols e o Grêmio, 96. Jogando para frente você conquista. O mais importante são os gols. É coincidência – explicou Renato.

Renato Gaúcho em goleada do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Renato Gaúcho em goleada do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Quando deu total atenção ao Brasileirão, o Grêmio se mostrou um candidato forte. A vitória colocou o Tricolor, 34 pontos, a um do São Paulo, o sexto, e a dois do Inter, o quarto. O objetivo é se recolocar na briga por coisas grandes na competição.

– O resultado ajuda, a vitória sobre o Cruzeiro deu confiança, é difícil vencer assim de goleada no Brasileiro. Vai dando confiança e estamos recuperando os pontos que perdemos no primeiro turno – comentou David Braz.

Everton leva cartoleiros à loucura

O Tricolor vibrou com gols de todos os atacantes escalados. Todos menos Everton, o maior responsável por resolver os problemas recentes do Grêmio e artilheiro do ano. A ausência de gols do atacante chamou atenção especialmente aos cartoleiros nas redes sociais, que apostavam em boa pontuação do camisa 11. Nas quatro partidas, são quatro marcados.

O camisa 11 participou diretamente ao criar a jogada do gol feito por Tardelli e dar assistência para André. No Cartola, fez 6,90 pontos. Acostumado a balançar as redes, Everton parecia ávido também pelo seu gol. Mas nada que o impedisse se ser solidário e cruzar na medida para o centroavante cabecear para as redes já no fim do segundo tempo.

Everton Cebolinha na goleada do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Everton Cebolinha na goleada do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

No jogo, Luciano fez seu primeiro gol pelo Grêmio e completou a lista: todos os atacantes gremistas fizeram gols nas últimas partidas. Everton, Tardelli, Luan, Pepê, Alisson, Luciano, André… Todos deram resultado

Ao Marcelo, do post acima, apenas calma. Certamente não há nenhum motivo para se preocupar com a ausência de gols do Cebolinha. A curiosidade, apenas, chamou a atenção em uma noite que tudo deu certo.

O Grêmio se reapresenta na manhã desta sexta-feira e já viaja para o Rio de Janeiro, onde encara o Fluminense no domingo, no Maracanã. A equipe será reserva justamente porque no horizonte o foco está no Flamengo, na semifinal da Libertadores.



Veja também