Grêmio enfatiza prioridade da Libertadores: “O Gauchão é secundário para nós”

4 de fevereiro de 2013 - Às 14:15

A ideia da direção é de utilizar reservas no Gauchão para priorizar a Libertadores. Mesmo no clássico GRE-NAL deste domingo, o time B foi utilizado, acumulando a 3ª derrota, ficando entre as três piores equipes da competição, na zona de rebaixamento do Gauchão. A torcida Tricolor, em sua maioria, não concorda com a utilização de reservas, até por que o confronto diante do Huachipato ocorre somente no dia 14. 
– Eu peço que o torcedor nos compreenda. Estamos priorizando a Libertadores. Não tivemos pré-temporada, esta é a verdade. Tivemos que nos preparar para dois jogos (pré-Libertadores, contra a LDU). Agora estamos preparando o time fisicamente. Isso é nossa prioridade no momento. Pagamos o preço por não ter entrado na fase de grupos da Libertadores – disse o presidente Fábio Koff à Rádio Bandeirantes. – Eu avalizei a decisão da comissão técnica de usar reservas. Nossa prioridade é a Libertadores, vamos preservar estes jogadores (titulares) para a competição mais importante.
Para a partida de quarta-feira diante do São José no Olímpico, o Grêmio utilizará pela primeira e provavelmente única vez nesta Taça Piratini, os titulares. O diretor de futebol Rui Costa, voltou a enfatizar que a Libertadores é prioridade e o Gauchão, segundo plano.
– O risco é calculado. O Grêmio tem um planejamento que visa preservar a competitividade na Libertadores. Vamos sempre trabalhar com essa premissa. O Gauchão é secundário para nós. A Libertadores é a nossa prioridade – reforçou o diretor executivo Rui Costa.


Veja também