Foto: Mailson Santana / Fluminense FC / Divulgação / CP

A direção do Grêmio tem sido ágil para definir algumas negociações visando à próxima temporada. Além da venda de Luan, o clube confirmou no final de semana seu primeiro reforço para 2020. O lateral-direito Victor Ferraz, que estava no Santos, está contratado. O objetivo agora é tentar fechar a contratação do lateral-esquerdo Caio Henrique, que pertence ao Atlético de Madrid e estava emprestado ao Fluminense. Nesse caso, há concorrência de outros clubes brasileiros, incluindo o poderoso Flamengo e seu alto poderio financeiro. 

“Nós vamos atuar em um mercado financeiramente possível, no qual o Grêmio pode atuar, pode pagar”, diz o presidente Romildo Bolzan Júnior. “Contratações pontuais, quem vier terá de vir com viés de competir e disputar posição de titular”, finalizou. 

Com a venda de Luan, o Grêmio arrecadou mais de R$ 22 milhões e conseguiu a quitação de valores referentes à contratação de Juninho Capixaba. Embora a posição de goleiro seja motivo de preocupação para parte da torcida, a direção gremista não deverá priorizar a posição. O entendimento dos dirigentes é de que há no grupo outras carências que precisam ser resolvidas antes de pensar em uma alternativa para a camisa 1.  



Veja também