Grêmio encomendou cerca de 300 testes rápidos para detecção da Covid-19, a doença causa pelo novo coronavírus. A medida visa ao retorno das atividades, marcado para o dia 2 de maio, quando os testes devem chegar para o clube.

O cálculo base do clube é que por volta de 100 pessoas trabalhem no Centro de Treinamentos Luiz Carvalho durante o dia. Por isso, algumas serão testadas de duas a três vezes.

Jogadores também passar por testes — Foto: Lucas Bubols/GloboEsporte.com

Jogadores também passar por testes — Foto: Lucas Bubols/GloboEsporte.com

Os testes rápidos servem melhor para pessoas assintomáticas e mostram se elas estão imunizadas ao vírus. O Grêmio teve diversos dirigentes diagnosticados com a Covid-19, entre eles o presidente Romildo Bolzan Júnior, já curado.

Todos aqueles que frequentaram ou irão frequentar o CT serão testados, entre eles jogadores, comissão técnica, dirigentes e funcionários. O exame possui margem de erro mínima.

O departamento médico já tem definido o protocolo para a realização dos treinamentos com restrições de circulação e rigor nas medidas de higiene e controle para reduzir as chances de contágio. Por enquanto, os atletas estão de férias até o dia 30 de abril e devem retornar às atividades em 2 de maio.

Em reunião na tarde desta quarta-feira, a Federação Gaúcha de Futebol debateu com os clubes o futuro do Gauchão. Não houve definição sobre a data da volta da competição nem dos treinamentos das equipes. A entidade ainda aguarda posicionamento mais claro do Ministério da Saúde para tomar a decisão.



Veja também