Foto: Lucas Uebel

Passado o momento de oscilação no Brasileirão, o Grêmio embalou de vez na Libertadores. A vitória por 3 a 0 sobre o Barcelona-EQU, em pleno Guayaquil, pela ida das semifinais, trouxe sentimento de euforia ao grupo tricolor. E mais: faz o elenco lembrar a ascensão na última temporada, quando conquistou o penta da Copa do Brasil.

A boa fase faz os jogadores do Grêmio sonharem com um salto maior, segundo Marcelo Oliveira. Após desbravar o Brasil, o Grêmio tem a chance de retomar a América.

– O que estamos vivendo é muito parecido com o final do ano passado. Oitavas, quartas da Copa do Brasil, cada vez o título ficando mais perto. Vivemos muito aquele dia a dia e está na memória até hoje. Está recente. E agora numa dimensão maior, que é a Libertadores. Nós construímos isso. Você tem que sonhar. Mentalizar todo dia se tornar realidade, quem sabe dar uma volta olímpica diante da nossa torcida. Será muito bom – disse Marcelo Oliveira, em entrevista nesta sexta-feira.

Como coincidência, a campanha atual do Grêmio traz semelhanças com a da Copa do Brasil. Nas semifinais diante do Cruzeiro, o time de Renato imperou num Mineirão lotado e venceu a ida por 2 a 0 – conquistaria a vaga com um empate em casa. Na final, a história foi semelhante: triunfo por 3 a 1 no Mineirão e conquista do título com um 1 a 1 na Arena.

Desta vez, o Tricolor conseguiu uma vitória ainda maior, com os 3 a 0 aplicados no Estádio Monumental. Com o resultado, o Grêmio tem a confortável vantagem de poder perder por até dois gols na Arena e mesmo assim se classificar.

– Sabemos que é muito bom decidir em casa. Mas tudo depende do primeiro jogo. Se a gente toma 3 a 0 contra o Atlético-MG, ficaria muito difícil recuperar em casa. Nosso foco é ser campeão e vamos enfrentar o que tiver que enfrentar – complementa o lateral.

Antes da Libertadores, no entanto, há o Brasileirão. Neste domingo, enfrenta o Avaí, na Ressacada, com equipe alternativa. Deve contar com: Paulo Victor; Léo Moura, Rafael Thyere, Bressan e Marcelo Oliveira; Michel (Cristian), Kaio, Arroyo, Beto da Silva e Everton; Jael (Patrick).



Veja também