Foto: Ricardo Giusti

A renovação de Renato Portaluppi deve ser anunciada nos próximos dias. As tratativas vêm sendo feitas desde antes do término do Brasileirão. No último domingo (15), o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, concedeu entrevista à Rádio Gaúcha e disse que alguns detalhes eram ajustados entre as partes.

— As propostas estão na mesa. A manifestação de renovação é recíproca. Falta finalizar os valores definitivos — disse.

Na última segunda-feira, o empresário de Renato, Gerson Oldenburg, conversou com a reportagem de GaúchaZH e afirmou que a negociação seguia.

— Estamos negociando. Não tem prazo definido devido ao curso que o Renato está fazendo (na CBF). Mas estamos trabalhando, trocando propostas — afirmou.

O curso de Licença Pro da CBF, que Renato realiza em Teresópolis, no Rio de Janeiro, será encerrado nesta quarta-feira. As conversas podem ser aceleradas após o fim das aulas.

—Está em andamento. Agora, com o término do curso, fica mais fácil — comentou Oldenburg, que preferiu não entrar em detalhes sobre o que ainda precisa ser tratado para que o acordo seja selado.

A linha de raciocínio é a mesma adotada pelo presidente gremista, que esteve presente na sede da Conmebol para acompanhar o sorteio da Libertadores de 2020 nesta terça-feira.

—Estamos muitos próximos de finalizar. Nós temos reuniões essa semana ainda. As diferenças não são grandes. Os valores finais, dependendo do que for atingido, contempla o salário que ele pretende. Esses momentos são muito delicados. A maior preocupação é ajustar e que todos saiam contentes. O importante é que o Renato tem uma cabeça muito aberta quanto a isso, muito tranquila. Negocia até o limite. O Grêmio, por sua vez, também negocia até o limite. Eu tenho impressão de que convergem os interesses, as vontades, e nós vamos finalizar o acordo —garantiu Romildo Bolzan, em entrevista ao canal Fox Sports.

Se a afirmação do presidente se confirmar, esta será a quarta temporada seguida de Renato Portaluppi à frente do Grêmio. Contratado em 18 de setembro de 2016 para substituir Roger Machado, o ex-camisa 7 já é o terceiro técnico com mas jogos na história do clube, com 334, empatado com Telêmaco Frazão de Lima. À frente deles estão Oswaldo Rolla, com 378, e Luiz Felipe Scolari, com 368 partidas.



Veja também